search
    Título

    Laparoscopia: o médico indicou esse procedimento? Esclarecemos as suas principais dúvidas

    Uncategorized

    Por

    A endometriose é uma doença que atinge as mulheres e que provoca o crescimento do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga, e está associada ao desenvolvimento da infertilidade. Uma das formas de tratar esse problema é um procedimento chamado laparoscopia.

    Laparoscopia permite fazer o tratamento inicial da endometriose


    “É um procedimento cirúrgico, realizado no bloco cirúrgico, sob anestesia geral. É pouco invasivo, pois é feito um pequeno corte para que seja introduzida uma pequena câmera através da cavidade pélvica”, explica a ginecologista Cláudia Navarro. A laparoscopia permite tanto o diagnóstico como o tratamento da paciente com endometriose.

    O nome vem do laparoscópio, aparelho que avalia seu sistema reprodutor em busca de problemas, como é o caso da presença do endométrio fora do útero. A intervenção abre a possibilidade de fazer sua primeira abordagem terapêutica da doença, evitando a realização de um número maior de procedimentos. As lesões são retiradas pelo laparoscópio e enviadas para uma análise mais completa.

    Riscos da laparoscopia são baixos


    “A videolaparoscopia pode ter várias indicações, como nos
    casos de infertilidade e de cólicas intensas. Mas, a indicação formal será feita pelo médico”, afirma a ginecologista Cláudia Navarro. O profissional também pode recomendar o procedimento se você tiver cistos no ovário, inflamações na área pélvica ou miomas uterinos.

    Como qualquer procedimento cirúrgico, a laparoscopia apresenta riscos e merece uma conversa detalhada com seu médico. No entanto, como os cortes são pequenos, as chances de você ter complicações são baixas. “É necessária uma rigorosa avaliação pré-cirúrgica. Sua recuperação leva cerca de sete dias, mas pode variar de acordo com cada paciente ou com a complexidade do que foi feito no procedimento”, completa a ginecologista.

    Dra. Cláudia Navarro Carvalho Duarte Lemos é ginecologista e obstetra, com ênfase em Reprodução Humana, graduada e especializada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). CRM-MG: 21198

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes