AchèAchè
search
Título

Câncer de pele: saiba quais são os sinais da doença e veja dicas para se prevenir

Cuidados com a pele
Pele e Beleza

Por Dra. Juliana Fonte

19 de outubro de 2023

Engana-se quem pensa que skincare são cuidados meramente estéticos: uma rotina de atenção com a pele é, antes de tudo, uma questão de saúde e pode evitar doenças como o câncer de pele. Segundo estudos realizados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA), este é o tipo de câncer mais frequente no Brasil, correspondendo a aproximadamente 30% dos tumores malignos registrados no país. Por isso, é muito importante se informar sobre esse problema e saber como preveni-lo! Quem dá as dicas é a dermatologista Juliana Fonte. Confira! 

Fatores de risco: câncer de pele é hereditário? Quais são os sintomas?

 

De acordo com Dra. Juliana, a exposição solar é a principal causa do câncer de pele e, portanto, o uso do protetor solar é uma das medidas mais importantes de prevenção, mas há outros fatores que podem favorecer o surgimento da doença. “Pessoas com pele clara e olhos claros, que trabalham expostas ao sol ou se expõem em câmaras de bronzeamento e pessoas que estão com a imunidade deprimida por doenças ou medicação são mais propensas a desenvolver esse tipo de câncer”. Segundo a dermatologista, uma história prévia ou familiar da doença também pode ser um fator de risco.
Mas, afinal, quais os sintomas do câncer de pele? “Uma lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente; uma pinta preta ou castanha que muda de cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho; uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer e apresenta coceira, crostas, erosões ou sangramento. Todos esses são tipos de manchas que podem ser câncer de pele. Na presença de qualquer um desses sintomas é importante procurar um médico dermatologista para diagnóstico e tratamento adequados”, explica Dra. Juliana.

Diagnóstico precoce aumenta chances de cura

 

Muita gente não sabe, mas o câncer de pele é dividido em dois subtipos: o melanoma e o não melanoma. Os sinais do câncer de pele não melanoma são os mais frequentes e ocorrem em áreas mais expostas ao sol, como o rosto, o pescoço e a região das orelhas. Procurando um dermatologista assim que surgirem os primeiros sinais, as chances de cura são bem altas. Já o melanoma é um tipo mais raro e grave da doença. Caso não seja detectado em sua fase inicial, pode levar ao óbito. 
O câncer de pele tem tratamento específico, sendo a cirurgia a recomendação mais comum na maioria dos casos. Porém, também é possível apostar em outros tratamentos, como a radioterapia, a quimioterapia e a terapia fotodinâmica, bem como a imunoterapia tópica. 
Mais importante do que tratar, no entanto, é prevenir. A dermatologista dá as principais dicas para evitar a doença com alguns hábitos básicos. “É muito importante o uso de protetor solar, evitar exposição solar excessiva e, consequentemente, queimaduras solares, bronzeamento artificial e exposição solar das 10h às 15h. Também é essencial fazer o autoexame e visitar o dermatologista regularmente para revisão da pele”, finaliza Dra. Juliana.

 

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA): https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-pele-melanoma
https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-pele-nao-melanoma

Newsletter
Tags
câncer de pele
Diagnóstico
Compartilhamento

Em destaque

Andantol
Alívio imediato
ação anestésica e antialérgica contra alergias e picadas de insetos!

Posts relacionados

Artigos
Dezembro laranja: as manchas merecem atenção para o câncer de pele

Fim de ano é época de se preparar para as festas de Natal e Ano Novo e para o verão, mas também é quando acontece a campanha Dezembro Laranja, cujo objetivo é alertar a população brasileira a respeito dos perigos e da necessidade de se prevenir contra o câncer de pele. Este é o tipo […]

Artigos
O que é micose? Como ela é transmitida para as pessoas?

As micoses, também chamadas de dermatomicoses, são infecções causadas por fungos e que podem surgir na pele, nos pelos, nas áreas de mucosas, nas unhas e nas regiões ao seu redor. Esse problema de saúde é causado por diferentes tipos de fungos e que apresentam diversas formas de manifestação, de acordo com a dermatologista Bianca […]

Artigos
Por que picada de inseto pode deixar a pele vermelha e irritada?

Vermelhidão, irritação e inchaço na pele são os principais sinais e sintomas da picada de insetos. Eles aparecem em função do veneno injetado pela picada ou ferroada desses bichinhos, que mesmo sendo bem pequenos conseguem causar um grande incômodo. Em geral, não há perigo envolvido. O problema surge quando o indivíduo é mais sensível às picadas. […]

Converse com um dos nossos atendentes