search
Título

A endometriose pode ser detectada antes dos primeiros sintomas?

Uncategorized

Por

A endometriose é uma doença que se caracteriza pelo crescimento do endométrio (tecido que reveste o útero) para outros locais do corpo, causando dor e prejudicando a fertilidade das mulheres.

O problema não pode ser detectado antes dos primeiros sintomas. No entanto, muitas pacientes acreditam que as cólicas fortes que estão sentindo são normais, quando na verdade já são um indicativo do desenvolvimento da endometriose. Manter consultas regulares com um ginecologista é uma importante medida para detectar a doença no seu início. 

 

Consultas de rotina ajudam a diagnosticar endometriose com mais rapidez

“Alguns tipos de endometriose, como endometrioma (endometriose localizada no ovário) e adenomiose (na musculatura do útero), podem ser detectados em exames de rotina”, afirma o ginecologista e obstetra Alexandre Brandão Sé. Com o avanço dos exames de imagem e a maior assiduidade das pacientes no consultório ginecológico, isso tem se tornado mais comum em mulheres que acreditam ser assintomáticas. 

“Esses exames têm mostrado lesões cada vez menores e em pacientes que apresentam sintomas mais leves e a menos tempo”, informa o especialista. Depois do diagnóstico, uma entrevista minuciosa deve ser feita pelo médico com a paciente, em busca de todos os sinais associados à endometriose. Os exames de imagem, associados a exames físicos, ajudam a avaliar em quais órgãos estão os focos da doença.

Diagnóstico precoce facilita tratamento da endometriose

“Por fim, o médico deve solicitar alguns exames específicos para o detalhamento da doença, de forma que, de posse do raciocínio clínico e com o auxílio de exames de imagem, possa propor o tratamento à paciente, seja medicamentoso e/ou cirúrgico”, explica Alexandre.

Um dos maiores problemas que cercam a doença ainda é o atraso no diagnóstico, o que prejudica muito a qualidade de vida das pacientes como um todo. Ao ser detectada precocemente, existe uma maior possibilidade de controle da doença com o uso de medicamentos que impedem a progressão do quadro com mais efetividade.

Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes