Endometriose: conheça os diferentes estágios e as formas de tratamento


  • +A
  • -A

A endometriose é uma doença crônica e inflamatória caracterizada pelo crescimento de endométrio (tecido que reveste o interior do útero) e/ou estroma (tecido de sustentação de um órgão) para fora da cavidade uterina.

Visto que o grau de crescimento destes tecidos pode variar entre as mulheres, alguns parâmetros precisam ser analisados para que o estágio de desenvolvimento da doença possa ser classificado, sendo eles:

-Tamanho, profundidade e localização dos focos de endometriose;

-Gravidade das aderências (tecido de cicatrização que se forma em resposta ao processo inflamatório).

A análise destes parâmetros permite ao médico responsável pelo acompanhamento preencher um questionário proposto pela Sociedade Americana de Fertilidade. Este questionário, com base nas respostas assinaladas pelo médico, irá estabelecer uma pontuação final que pode variar de 1 a 114, sendo que a classificação da endometriose será determinada a partir desta pontuação. Desta forma, os diferentes estágios da endometriose são:

-Estágio I (Mínima): Pontuação de 1 a 5. Normalmente caracterizado pela presença de focos isolados de endometriose e ausência de aderências;

-Estágio II (Leve): Pontuação de 6 a 15. Normalmente caracterizado pela presença de focos superficiais e menores do que 5 cm e ausência de aderências;

-Estágio III (Moderada): Pontuação de 16 a 40. Normalmente caracterizado pela presença de múltiplos focos de endometriose, além de aderências próximas aos ovários e tubas uterinas;

-Estágio IV (Grave ou Severa): Pontuação acima de 40. Normalmente caracterizado pela presença de múltiplos focos superficiais e profundos de endometriose, além de aderências densas e firmes.

Vale ressaltar que a endometriose superficial é caracterizada por focos endometriais com profundidade inferior a 5 mm, enquanto que a endometriose profunda é caracterizada por focos endometriais com profundidade igual ou superior a 5 mm.

Uma vez que a endometriose possui diferentes estágios de desenvolvimento, o tratamento também é variado. Casos mais leves, por exemplo, podem responder apenas ao tratamento medicamentoso para controle da dor e progressão da doença. Já os casos moderados e graves podem necessitar de procedimentos cirúrgicos que vão desde a retirada dos focos de endometriose até a retirada do útero e dos ovários, dependendo da complexidade. Sendo assim, é importante frisar que o tipo de tratamento a ser escolhido dependerá da idade da mulher, da gravidade da doença e dos sintomas apresentados e do interesse da mulher em tentar engravidar futuramente.

Referências:

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Central Saudável Saber

Central Saudável Saber

Clínica Médica

CRM: /

TAGS
endometriose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Endometriose: conheça os diferentes estágios e as formas de tratamento"

VERA FREITAS

MUITO ESCLARECEDORA, ESTA MATÉRIA. FICO GRATA.

Ana flavia oliveira lima

Tenho endometriose profunda estagio4 o que devo fazer

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Ana. Você deve procurar atendimento com o ginecologista, esse é o profissional adequado para identificar o estágio atual da doença e indicar o tratamento mais adequado para você. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.