Ouvir vozes é, necessariamente, um sintoma da esquizofrenia?


  • +A
  • -A

Ouvir vozes é um sintoma que pode fazer parte de um quadro de esquizofrenia, mas não é exclusividade deste transtorno. Outros problemas, sejam perturbações mentais ou não, podem cursar com essa percepção. É importante destacar que os pacientes que ouvem vozes acreditam que aquilo de fato é real, o que se difere do pensamento intrusivo.

Outros transtornos com alucinação auditiva


“Alucinações auditivas são percepções de sons sem que haja algum estímulo externo. Uma forma comum de alucinação auditiva é ouvir vozes, familiares ou não,
percebidas como diferentes do pensamento do indivíduo. As alucinações auditivas podem estar presentes em diversos transtornos psiquiátricos, como depressão e psicose (mais caracteristicamente associada à esquizofrenia”, explica a psiquiatra Júlia Trindade.

Segundo a especialista, o conteúdo da voz é claramente identificado e possui uma conotação persecutória ou de comando. Por isso muitas vezes o indivíduo que sofre de algum transtorno mental com audição de vozes fala sozinho, dialogando com um interlocutor que apenas ele escuta. “Ouvir vozes também pode ser um sintoma de epilepsia, surdez, distúrbios do sono ou lesões cerebrais”.

Sintomas e tratamento da esquizofrenia


Os sintomas característicos da esquizofrenia envolvem diversas disfunções cognitivas, comportamentais e emocionais, mas nenhum é definitivo. O diagnóstico envolve o reconhecimento de sinais que estejam presentes por pelo menos um mês. “Além da audição de vozes, a esquizofrenia pode ser identificada pelas alucinações, delírios e discurso desorganizado”.

Todos esses sintomas podem ser controlados por meio da adesão adequada aos principais métodos de tratamento da doença. O uso de medicamentos é a base desse tratamento, com destaque para os antipsicóticos e estabilizadores de humor. Deve-se apostar também em psicoterapias (terapias comportamental, cognitiva, familiar, de grupo, dentre outras).

Dra. Júlia Pinto Trindade é psiquiatra formada em medicina pela Universidade Federal de Pelotas/RS, com residência em psiquiatria pela Universidade Federal de Santa Maria/RS. CRM: 24363

Foto: Shutterstock

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

10 comentários para "Ouvir vozes é, necessariamente, um sintoma da esquizofrenia?"

Carlos Alberto Bonaldi

Escuto vozes mandando eu me matar.Converso com as vozes interrogo e respondoDou risadas sozinhoConvérso comigo mesmo em voz altaTenho alguma esquizofrenia?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Carlos Alberto, é complicado diagnosticá-lo apenas com essas informações. É necessário realizar avaliação com o médico especialista para que ele possa realizar o diagnóstico e, caso seja necessário, prescrever um tratamento. Abraços.

Natalia

Meu irmão é esquizofrênico. Faz tratamento medicamentoso! Ultimamente vive muito isolado social, não quer sair de casa e nem ninguém visitar nós. Como posso ajudar ele?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Natalia, temos em nosso site uma matéria com informações que podem te auxiliar com esta dúvida, segue o link:
https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/como-lidar-com-alguem-que-sofra-de-esquizofrenia
Abraços.

Maria das Graças Queiroz

Como posso ajudar meu sobrinho?Ele toma medicação sem saber pois ñ aceita tratamento.Essa medicação é disfarçada no suco e por isso ñ se tem um resultado 100%.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Maria das Graças, se ele está tomando o medicamento da forma indicada pelo médico, o esperado é que haja efeito. Se você observar que não houve melhora, é necessário que seu sobrinho retorne em consulta com o médico para uma reavaliação. Abraços.

Alan

Olá Dra ! minha esposa tem ouvido vozes a quase 3 anos e tem piorado últimamente pois antigamente era só chegar em casa que ela se queixava de algum vizinho do prédio que a xingava de falsa, que ela é medrosa e ela jura que essa pessoa existe, eu e minha filha não ouvimos nada e certamente não tem ninguém pois ate de madrugada ela acorda falando que existem pessoas falando dela, o pior é que quando vou na casa da minha ela esta cismando com a vizinha dela, se isso é uma doença parece que esta evoluindo, ela teve um trauma na infância de o pai ter abandonada a mãe dela, sei que é muito resumido as informações aqui mas tentei colocar os pontos criticos, por favor, me de alguma direção nessa situação. Obrigado.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Alan, é complicado diagnosticar sua esposa apenas com essas informações. É necessário que ela realize uma avaliação com o médico especialista para que ele possa realizar o diagnóstico e, caso seja necessário, prescrever um tratamento. Abraços.

Luiz

Esses remédios não curam, só deixa as pessoas mais retardadas e inertes

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Luiz, é de suma importância em qualquer tratamento seguir a prescrição médica e as demais orientações do profissional, para minimizar os sintomas, trazendo melhor qualidade de vida para o paciente e para o cuidador/familiares. Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.