Ansiedade e sono: Quem sofre com a doença tem mais dificuldade para dormir?


  • +A
  • -A

Durante uma avaliação psiquiátrica, é importante diferenciar os níveis normais de ansiedade das patologias chamadas de transtornos de ansiedade. Uma pessoa pode ficar ansiosa por alguns dias devido a um acontecimento pontual, como uma prova ou entrevista de emprego, o que não requer tratamento médico. No entanto, se o quadro permanecer por semanas ou meses, sem razão externa aparente, é importante buscar ajuda médica a fim de evitar prejuízos à saúde, como dificuldades graves para dormir.

 

Ansiedade pode fazer paciente acordar no meio da noite

 


“Pacientes com transtornos de ansiedade podem ter perturbações do sono, como dificuldade para começar a dormir, despertares ao longo da noite e sono não reparador”, afirma a psiquiatra Érika Mendonça de Morais. A falta de descanso adequado pode
causar irritabilidade, cansaço e trazer prejuízos para a produtividade no trabalho e nos estudos.

Estas alterações do sono fazem parte dos critérios utilizados para diagnosticar um quadro de transtorno de ansiedade. Médicos e pesquisadores acreditam que as mudanças estão relacionadas às alterações neuroquímicas causadas pelo próprio distúrbio, mas a questão ainda não está totalmente esclarecidas.

 

Tratamento da ansiedade ajuda a dormir melhor

 


“Quando se trata de ansiedade patológica, usamos medicamentos para o quadro geral de ansiedade que também tendem a melhorar os sintomas globais de ansiedade, incluindo as alterações de sono”, aponta a profissional. Em alguns casos, podem ser utilizadas medicações mais específicas para o sono. No entanto, o médico deve avaliar a necessidade individual do paciente, já que quadros mais leves podem ser enfrentados com outras abordagens, incluindo terapia,
técnicas de relaxamento e fitoterápicos.

Algumas atitudes do dia a dia podem ajudar uma pessoa ansiosa a dormir melhor. “Ter uma boa higiene do sono, o que significa dormir em um local calmo, ter horários não muito variáveis para as horas de acordar e dormir, evitar substâncias estimulantes, como cafeína, por exemplo, à noite”, completa a médica.

 

Dra. Érika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

 

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Ansiedade e sono: Quem sofre com a doença tem mais dificuldade para dormir?"

Ellen

Gosto muito de saber sobre o assunto ANSIEDADE,Acho que tenho isso desde de sempre, tenho muita dificuldade em dormir,fico pensando o tempo todo se as coisa vão dar certo,enfim eu não queria ser assim.

Sheila Dayanna

Tô sofrendo com sintomas de ansiedade e não consigo dormir uma noite inteira, o que devo fazer ?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sheila, para controlar esse sintoma, é necessário que o paciente se engaje em um tratamento contra a ansiedade. O Dr. Shigueo Yonekura também orienta: “Se não conseguir dormir em 20 ou 30 minutos, o ideal é não ficar na cama olhando para o relógio. Leia um livro ou ouça uma música relaxante, mas evite o brilho da tela da televisão ou do computador, porque pode estimular o cérebro e mantê-lo acordado”. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.