Febre chikungunya: Saiba quais são as características dessa doença grave transmitida por mosquitos!


  • +A
  • -A
Imagem do post Febre chikungunya: Saiba quais são as características dessa doença grave transmitida por mosquitos!

A febre chikungunya é uma infecção causada pelo vírus de mesmo nome e transmitida pelas picadas das fêmeas dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. Isolado inicialmente ainda na década de 1950, na Tanzânia, um país africano, o vírus deu início a uma grande epidemia nas ilhas do Caribe no fim de 2013 e desde 2014 tem sido uma preocupação das autoridades de saúde brasileiras.

De acordo com o infectologista e especialista em medicina tropical Cassius Clay, os sinais e sintomas da febre chikungunya são parecidos com os da dengue: febre de início agudo, dores articulares e musculares, cefaleia, náusea, fadiga e erupções cutâneas. “Embora o chikungunya não seja uma doença de alta letalidade, tem caráter epidêmico com elevada taxa de morbidade associada à dor articular persistente, tendo como consequência a redução da produtividade e da qualidade de vida”, diz o médico.

 

Quadro febril causado pelo chikungunya pode durar mais em idosos

 


A
infecção, que é típica do verão, pode evoluir em três fases: aguda, subaguda e crônica. Depois do período de incubação, inicia-se a fase aguda ou febril, que costuma durar até o décimo dia. De acordo com o profissional, em alguns pacientes, as dores articulares permanecem depois da fase aguda, caracterizando o início da etapa subaguda, com duração média de três meses.

Quando o paciente continua a apresentar os sintomas da febre chikungunya após os três meses, chega-se à fase crônica. Nesta etapa, algumas manifestações clínicas podem variar de acordo com o sexo e a idade. “Vômitos, sangramentos, úlceras orais e erupções cutâneas parecem estar mais associados ao sexo feminino. Dor articular, inchaço e maior duração da febre são prevalentes quanto maior a idade do paciente”, explica o médico.

 

Fortes dores articulares diferenciam chikungunya da dengue e da zika

 


A presença do vírus na corrente sanguínea pode ser detectada até dez dias depois das manifestações clínicas. A
febre chikungunya se diferencia da dengue e da zika pelo tempo de evolução, já que os sintomas podem demorar mais para surgir. Além disso, a dor articular, chamada de artralgia, é uma das características mais importantes da patologia e pode perdurar por um bom tempo, influenciando na rotina do paciente.

As lesões de pele da infecção também são diferentes de outras doenças transmitidas por mosquitos e recebem o nome de exantemas. “Acometem cerca de metade dos doentes e surgem normalmente do segundo ao quinto depois após o início da febre. Atingem, principalmente, o tronco e as extremidades, incluindo palmas e plantas, podendo afetar a face”, alerta o infectologista.

 

Dr. Cassius Clay Scofoni Faleiros de Azevedo é infectologista, com residência médica em Medicina Tropical e pós-graduado em Vigilância Sanitária e Gestão em Saúde Pública. CRM-MT: 6140

 

Foto: Shutterstock

TAGS
dores-no-corpo

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Febre chikungunya: Saiba quais são as características dessa doença grave transmitida por mosquitos!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.