Como minimizar os riscos de contaminação do coronavírus nas idas ao mercado?

  • +A
  • -A

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma série de mudanças para o dia a dia dos brasileiros, como as medidas de isolamento social recomendadas pelas autoridades sanitárias e de saúde. Para reduzir os impactos da COVID-19, assim como o risco de contaminação do coronavírus, muitas pessoas têm adaptado suas rotinas, trabalhando em casa, cancelando viagens e adiando festas de casamento.

No entanto, algumas atividades cotidianas precisam ser mantidas. É o caso, por exemplo, das compras de mercado. Afinal, não é possível deixar de comprar alimentos e produtos de higiene para casa. No entanto, as características deste tipo de estabelecimento – ambientes fechados e com grande circulação de pessoas – podem facilitar a transmissão do novo coronavírus, que é feita por meio de gotículas de saliva, do espirro, da tosse e do catarro e por meio do contato com superfícies contaminadas, de acordo com o Ministério da Saúde. 

Uma alternativa é fazer as compras de mercado pela internet, já que alguns estabelecimentos, principalmente as grandes redes, contam com esse serviço. No entanto, muitas pessoas têm dificuldade para fazer compras pela internet e em cidades pequenas esse serviço não existe. Então, o que é possível fazer antes, durante e depois das idas ao mercado para minimizar os riscos de contaminação do coronavírus?

Use máscara de proteção ao sair de casa


Antes de sair de casa, certifique-se de escrever os produtos que precisa comprar num papel ou no celular e organizá-los de acordo com os setores do mercado. Assim, você facilita suas compras, evita ficar circulando pelos corredores e consegue passar menos tempo dentro do estabelecimento. 

Algumas das recomendações do Ministério da Saúde são muito importantes na hora de sair de casa para ir ao mercado. Usar máscaras, por exemplo, é uma delas. Se todos usarem máscaras, sejam as descartáveis ou as feitas de pano, o risco de transmissão do novo coronavírus é reduzido consideravelmente. 

É importante também levar o menor número possível de objetos pessoais para a rua. Deixe a bolsa em casa e coloque chaves, documento de identidade, dinheiro e cartões de crédito no bolso da calça ou da bermuda. Lembre-se ainda de levar um pequeno frasco de álcool em gel 70% para higienizar as mãos sempre que possível. 

Dê preferência ao pagamento com cartões para evitar a contaminação do coronavírus


Para fazer suas compras, prefira ir a um mercado perto de casa e procure um horário com menos movimento. Enquanto estiver na rua ou na loja, considere suas mãos sempre sujas e não encoste-as nos olhos, no nariz e na boca. Este é outro exemplo de recomendação do Ministério da Saúde que se aplica na hora das compras. 

Ao chegar no mercado, use o álcool em gel 70% e um pedaço de papel para higienizar o carrinho ou a cestinha de compras. Mas, se tiver, prefira levar o próprio carrinho. Na hora de pegar frutas, verduras e legumes, evite tocá-los. Antes, observe-os bastante para ver se estão do seu gosto e, assim, evitar devolvê-los. 

Além disso, é importante manter uma certa distância de outras pessoas no mercado, seja nos corredores ou no caixa. Por isso, evite andar em seções cheias. Se for preciso, espere esvaziar. Segundo o Ministério da Saúde, o ideal é ficar a pelo menos 2 metros de distância de qualquer pessoa tossindo ou espirrando. 

Na hora de se dirigir ao caixa, prefira fazer o pagamento com o cartão de crédito ou de débito, principalmente aqueles com sistema de pagamento por aproximação. Assim, você evita tocar em cédulas e moedas que podem estar contaminadas. 

Lave frutas e verduras para evitar o novo coronavírus


Ao chegar em casa, tire os sapatos antes de entrar. Caso seja possível, deixe-os do lado de fora. Evite encostar em móveis e paredes e retire também a máscara de proteção. Se for de pano, coloque-a para lavar, mas se for descartável, jogue-a no lixo. Retire também sua roupa e ponha para lavar. Lembre-se ainda de
lavar as mãos e os punhos com água e sabão

Para se prevenir do novo coronavírus, é importante também higienizar as embalagens dos produtos comprados no mercado. Para isso, utilize um pano ou pedaço de papel toalha com álcool em gel 70%. Já frutas, verduras e legumes devem ser lavados em água corrente e, depois, colocadas num recipiente com uma solução com água sanitária. A proporção correta é 1 colher de sopa de água sanitária para cada 1 litro de água. 

Ao terminar a limpeza, guarde os produtos. Caso tenha optado por trazer sacolas plásticas do mercado, descarte-as no lixo. Mas, se tiver levado ecobags, também coloque-as para lavar ou higienize-as com álcool. Em seguida, lembre-se de tomar banho. 

Quando pensar em COVID-19?


A COVID-19 é uma doença causada por um tipo de coronavírus conhecido como SARS-CoV-2, que apresenta principalmente sintomas respiratórios muitas vezes semelhantes a quadros gripais.

Os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, cansaço e tosse seca, sendo que alguns pacientes podem apresentar ainda dores no corpo, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta ou diarreia. Em alguns casos também pode causar tosse com catarro. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente.

O sintoma que merece maior atenção e que deve ser levado em consideração para que os pacientes procurem imediatamente um serviço de saúde é a falta de ar ou dificuldade de respirar, que pode significar uma piora do quadro pulmonar.

 

Se você tiver dúvidas sobre os sintomas e diferenças entre a Gripe, Resfriado e Coronavírus, acesse: https://cuidadospelavida.com.br/cuidados-e-bem-estar/gripe-e-resfriado/comparacao-entre-os-sintomas-resfriado-comum-gripe-e-covid-19

 

Referências:

  1. Wei-jie Guan et al. Comorbidity and its impact on 1,590 patients with COVID-19 in China: A Nationwide Analysis. MedRxiv 2020.
  2. Ministério da Saúde. https://www.saude.gov.br/o-ministro/746-saude-de-a-a-z/46490-novo-coronavirus-o-que-e-causas-sintomas-tratamento-e-prevencao-3 acessado em 13/04/2020. 
  3. Ministério da Saúde. https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#como-se-proteger acessado em 12/05/2020. 
COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Mauro Luís de Mello Ferreira

Dr. Mauro Luís de Mello Ferreira

Geriatria

CRM: 34107 / SP

TAGS
coronavirus

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como minimizar os riscos de contaminação do coronavírus nas idas ao mercado?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.