Lutando contra a insônia? Veja como complementar tratamento com remédios!


  • +A
  • -A

A insônia é um transtorno que capaz de te atrapalhar a dormir, além de te acordar uma ou várias vezes no meio da noite. Se você tem insônia e procurou um médico para tratá-la, talvez tenha iniciado o uso de medicações, como os hipnóticos e os ansiolíticos, os dois tipos mais comuns. Mas, existem algumas medidas que você pode tomar para complementar o tratamento e torná-lo ainda mais eficaz.

Café e refrigerante antes de dormir podem causar insônia


“Em alguns casos,
mudanças simples no estilo de vida podem ajudar a combater o problema, como ir para a cama no mesmo horário todas as noites e levantar sempre na mesma hora pela manhã”, afirma o neurologista e especialista em Medicina do Sono Shigueo Yonekura. O médico aconselha ainda a evitar beber álcool e não exagerar no café e nos refrigerantes antes de dormir.

“Outra orientação é não levar problemas para a cama e fazer atividades relaxantes antes de dormir, já que a insônia costuma afetar pessoas em estado de estresse e ansiedade”, recomenda o profissional. Exercícios físicos, por exemplo, são capazes de agravar a insônia se praticados sem certos cuidados: eles podem ser aliados do sono, desde que você se exercite com moderação e até três horas de dormir.

Quartos frios ou quentes atrapalham o sono


Em casa, você deve prestar atenção às condições do quarto. É muito frio ou muito quente? Tem muito barulho ou muita luz? Ambiente desconfortável, temperaturas extremas, iluminação e ruídos excessivos atrapalham o sono. A regra também vale para o uso do computador, do celular ou da televisão, aparelhos que você deve desligar bem antes de se deitar.

“A idade avançada e o sexo feminino também estão associados ao aumento do risco de insônia, que também pode ter causas orgânicas, como dores no corpo, problemas cardiopulmonares, doenças neurológicas e reumáticas“, alerta Yonekura. Por isso, nada de abandonar outro tratamento médico antes de se consultar com um profissional e sempre tire qualquer dúvida sobre as medidas prescritas para combater a insônia.

Dr. Shigueo Yonekura é especialista em Medicina do Sono pelo Hospital das Clínicas da USP e é neurologista do Instituto de Medicina do Sono de Campinas e Piracicaba. CRM-SP: 44519

Foto: Shutterstock

TAGS
insonia
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Lutando contra a insônia? Veja como complementar tratamento com remédios!"

Aline Ribeiro

Alterações hormonais podem levar a um processo de insônia ou poucas horas de sono? Se sim em que casos: menopausa, tireoide ou outros? Grata

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Aline. A qualidade do sono das mulheres é afetada na menopausa porque há uma diminuição na produção de estrogênio (hormônio que promove o desenvolvimento dos seios femininos e útero, controla o ciclo de ovulação e afeta muitos aspectos da saúde física e emocional da mulher), o que pode provocar insônia e ronco, seguidos de depressão e ansiedade. Entretanto a menopausa não é um fator exclusivo para insônia. Alguns hábitos também podem contribuir para causar ou piorar o problema com o sono. O consumo de álcool, cigarro e café, horários irregulares de dormir, ambiente desconfortável para dormir e com muito ruído, medicamentos estimulantes e a prática de exercícios físicos antes de dormir são exemplos. Recomendamos que procure orientação médica, pois assim poderá ter um diagnóstico assertivo.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.