A endometriose pode ser assintomática?

  • +A
  • -A

A endometriose é uma doença caracterizada pelo surgimento das células do endométrio, que revestem as paredes uterinas, em outras partes do corpo. Isso resulta em uma reação inflamatória crônica que provoca sintomas, como cólicas, alterações na menstruação, dispareunia (dor durante as relações sexuais), sangramento e infertilidade. Mas, será que a endometriose também pode ser assintomática? Descubra!

Alguns casos de endometriose não apresentam sintomas

 

Segundo a ginecologista Raphaella Silveira, é comum que a endometriose demore a ser diagnosticada porque nem todas as mulheres apresentam os sintomas da doença. Nesses casos, a descoberta pode levar anos para acontecer, aumentando os riscos de complicações, como o surgimento de endometrioma, cistos que surgem nos ovários e que podem causar dificuldade para engravidar

De acordo com o Ministério da Saúde, mulheres com endometriose têm 40% mais chance de serem inférteis. O primeiro passo para evitar esse problema é se consultar com um ginecologista com frequência, o que aumenta as chances de diagnosticar a doença ainda no início. A descoberta da endometriose é feita por meio do exame ginecológico clínico, mas também com exames laboratoriais e de imagem, como laparoscopia, ultrassom e ressonância magnética. Em alguns casos, também são realizadas biópsias.

Como é o tratamento para endometriose?


Dra. Raphaella explica que o tratamento deve ser individualizado, ou seja, orientado a partir do quadro apresentado por cada paciente. “O tratamento depende da localização da doença e dos sintomas, mas, de maneira geral, pode ser clínico, com o uso do DIU ou da pílula contínua para a suspensão da menstruação, ou cirúrgico, com a remoção do maior número de focos da endometriose”, cita a especialista.

A cirurgia, no entanto, não é indicada para todas as mulheres. Geralmente, esse tipo de tratamento é feito nos casos de infertilidade ou naqueles em que o tratamento clínico não obteve sucesso. Em algumas mulheres, partes dos órgãos afetados pela doença também deverão ser removidos na cirurgia.

 

Dados do Ministério da Saúde: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/250_endometriose.html

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Raphaella Bristot Silveira

Dra. Raphaella Bristot Silveira

Ginecologia e Obstetrícia

CRM: 11396 / SC

TAGS
endometriose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A endometriose pode ser assintomática?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.