AchèAchè
    search
    Título

    Qual quantidade de cafeína pode ser consumida com segurança para não prejudicar o sono?

    Dormir bem

    Por

    De acordo com a Academia Brasileira de Neurologia, diversos são os fatores que contribuem para o desenvolvimento de um quadro de insônia. O uso de bebidas estimulantes, como o café – e outras que contém cafeína – é um deles. Portanto, é importante não exagerar no consumo, especialmente aquelas pessoas que têm predisposição para insônia e distúrbios do sono no geral.

    Dose indicada para o consumo diário de cafeína


    “A dose diária de cafeína indicada fica por volta de
    quatro copos de café de coador, dois a três expressos ou duas latas de energético. Isso totaliza 400 mg de cafeína, dosagem considerada segura para um adulto. Vale ressaltar que a maneira como a cafeína é extraída, armazenada ou preparada influencia na sua concentração”, informa o pneumologista e médico do sono Franco Martins.
    As doses acima de 400 mg não são, no geral, consideradas saudáveis, mas podem haver exceções, tendo em vista as diferenças de peso, altura e funcionalidade do organismo entre cada indivíduo . “Claro que o peso e como é ingerida a cafeína ao longo do dia são fatores que interferem na velocidade de absorção e em possíveis efeitos colaterais”, afirma o médico.

    Atuação da cafeína no organismo


    Segundo o especialista, os efeitos da cafeína sobre o sono estão relacionados à substância adenosina, um resíduo da atividade dos neurônios. Quanto mais adenosina há no cérebro, maior o sono. “A cafeína inibe a ação da adenosina, deixando o cérebro mais ativo,
    tolerando mais o cansaço. Esse efeito, porém, tem um limite que, quando ultrapassado, promove mais efeitos colaterais do que benefícios (dor de cabeça, taquicardia, ansiedade etc)”, alerta o Dr. Franco.

    Tratamento medicamentoso contra insônia


    Além de ter cuidado com o consumo de cafeína, pode ser importante aderir ao
    tratamento medicamentoso da insônia, caso você de fato esteja sofrendo com o problema. Os remédios indicados ajudam nos casos em que não se consegue adormecer e manter o sono durante toda a noite. Funcionam tanto quando a insônia é passageira quanto na sua versão crônica, que dura meses ou anos.  

     

    Dados da Academia Brasileira de Neurologia: http://www.cadastro.abneuro.org/site/publico_sono.asp
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes