search
    Título

    Obesidade: Como proteger as articulações quando estamos acima do peso?

    Uncategorized

    Por

    A obesidade provoca uma série de consequências ruins para a saúde e uma delas é o desgaste das articulações. O peso excessivo do corpo sobrecarrega essas estruturas, além de ossos e cartilagem. Emagrecer torna-se, então, uma medida necessária. Para isso, deve-se recorrer a um profissional que oriente o tratamento adequado.   
    “O passo inicial é procurar auxílio médico e nutricional. A perda de peso é benéfica e deve ser feita com base em ajustes na dieta e na realização de exercícios físicos de baixo impacto articular”, explica o ortopedista Guilherme Falótico. Sim, é preciso ter cautela até mesmo na realização de atividades físicas. Intensidade demais também pode comprometer as articulações, então é preciso atingir um equilíbrio.

    Importância da prática de exercícios de baixo impacto e da alimentação saudável


    Os pacientes obesos têm maior predisposição de lesão articular nos membros de carga durante a prática de esportes. Porém, os exercícios físicos são fundamentais no processo de emagrecimento. “Sendo assim, o plano de atividade física proposto deve ser com exercícios regulares e de baixo impacto articular. Atividades na água e bicicleta ergométrica são alguns exemplos”.

    A alimentação também é um ponto fundamental para o emagrecimento e, consequentemente, para o cuidado com as articulações. “A dieta deve ser equilibrada, evitando alimentos ricos em gordura trans. O aporte de proteínas deve ter especial atenção nesses pacientes obesos, para que não percam massa magra durante o processo de emagrecimento”.

    Consequências negativas da osteoartrite


    O aumento da gordura corporal causa predisposição para ações inflamatórias, alterações metabólicas e outros fatores que, em conjunto, contribuem para o surgimento de diversas doenças, tais como a osteoartrite. Quando diagnosticados com o problema, os pacientes costumam sentir dores nas articulações, joelhos, quadril, ombros e cabeça. O sobrepeso também leva ao aumento da curvatura lombar, hiperlordose, formigamento nas pernas, dentre outros.   

     

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes