search
    Título

    O tratamento da asma em crianças é diferente do tratamento em adultos?

    Asma e Bronquite
    Sintomas

    Por

    A asma é uma doença respiratória que não faz distinção de idade, afetando crianças, adultos e idosos. Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), o problema causa falta de ar, tosse, além de sensação de aperto no peito e chiado. Mas, será que o tratamento da asma em crianças envolve abordagens diferentes das indicadas para adultos? Confira! 

    Entenda como é feito o tratamento da asma em crianças


    De acordo com o pneumologista Paulo Faleiros, o tratamento da asma em crianças é feito com as mesmas medidas recomendadas para um adulto: “O tratamento envolve, em ambos os casos, o uso contínuo de
    corticoide inalatório. Dependendo do grau da asma, poderá acrescentar um broncodilatador inalatório”. 

    Os corticoides inalatórios são medicamentos utilizados para prevenir a inflamação que atinge os brônquios e que desencadeia as crises de asma. Já os broncodilatadores são divididos em duas categorias: curta duração e longa duração. A primeira categoria serve para aliviar rapidamente os sintomas quando há uma piora, enquanto a segunda serve para o controle contínuo da asma. 

    No entanto, segundo Dr. Faleiros, existem alguns quadros específicos que podem alterar a escolha do tratamento da asma. É o caso, por exemplo, de crianças menos tolerantes aos medicamentos. Quando isso acontece, o especialista deverá modificar a medicação. Com os adultos, essa situação não costuma acontecer, já que são mais tolerantes. 

    Evitar os gatilhos da asma é fundamental para controlar a doença


    Outra medida muito importante para o tratamento da asma em crianças e em adultos é
    evitar o contato com alérgenos, que provocam crises quase imediatamente, como poeira, ácaros, fungos, corantes e alguns alimentos, e com substâncias irritantes, que irritam as vias aéreas e podem levar a uma crise, como fumaça de cigarro, produtos químicos e cheiros fortes. “Presença de mofo, infiltração, tapetes, cortinas e animais que soltam muito pelo, tudo isso pode causar crises. Deixar a casa sempre arejada é importante”, recomenda o médico. 

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT): https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes