AchèAchè
    search
    Título

    O consumo maior de doces durante a quarentena pode representar riscos para hipertensos?

    Uncategorized

    Por

    Durante a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus, a ansiedade e o estresse causados pelo isolamento social podem levar muitas pessoas a deixar de lado os cuidados com a dieta, necessários para o controle da hipertensão, e buscar conforto no consumo de doces e produtos industrializados. Mas, isso pode ser perigoso! Entenda como a ingestão maior de açúcar neste período pode prejudicar quem tem pressão alta. 

    Consumo de doces pode piorar hipertensão


    Quando se pensa na relação entre a alimentação e a hipertensão arterial, o sal é considerado o maior vilão. No entanto, a cardiologista Bruna Baptistini afirma que também é preciso tomar cuidado com o consumo de alimentos ricos em açúcar. “Começam a surgir evidências de que o excesso de frutose (um tipo de açúcar) pode causar processos inflamatórios. Estudos mostram um efeito hipertensivo duas vezes maior nos indivíduos que ingerem mais açúcar e carboidratos. Além disso, existe uma relação entre
    o consumo do açúcar e a obesidade, que é ligada à hipertensão”, alerta a especialista.

    Segundo a médica, os níveis de açúcar no sangue, principalmente em casos não controlados de diabetes, podem fazer com que o quadro de pressão alta se agrave. “Quando há um monte de açúcar sobrando no sangue, as artérias se enrijecem, dificultando a circulação sanguínea e provocando aumento da pressão arterial. O excesso de glicose no sangue também faz com que o pâncreas trabalhe em dobro e a produção descontrolada de insulina afeta o sistema nervoso simpático, aumentando os batimentos cardíacos e desencadeando uma contração exagerada dos vasos sanguíneos”, explica a profissional. 

    Tratamento da pressão alta inclui mudanças na dieta


    Além de evitar o sal e o consumo de doces em grandes quantidades, é recomendado que os pacientes com hipertensão não consumam alimentos embutidos, ricos em colesterol e gordura trans. “A dieta chamada Dash
    (Dietary Approaches to Stop Hypertension) é a indicada para se evitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e se baseia na ingestão de frutas, verduras, legumes, grãos integrais, peixes, aves, leite e derivados com baixo teor de gordura, e alimentos fontes de gordura monoinsaturada”, orienta a médica.

    Vale lembrar que as mudanças no estilo de vida também devem incluir outras medidas para que haja um controle eficaz da hipertensão. O Ministério da Saúde sugere a prática de atividade física de forma regular, a perda de peso e a interrupção do tabagismo e da ingestão de bebidas alcoólicas.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes