search
    Título

    Menos sódio: reduzir o sal da dieta é parte importante da adesão ao tratamento de hipertensão

    Uncategorized

    Por

    Manter uma dieta saudável implica em abdicar de alguns itens em nome da saúde, mesmo que você os ache muito saborosos. O sal é um ótimo exemplo disso. Apesar de ser um tempero muito usado para deixar vários pratos mais apetitosos, seu consumo em excesso contribui para o desenvolvimento de uma série de doenças, como a hipertensão.

    Reduzindo o sal da alimentação


    Para iniciar o processo de retirada do sódio da mesa, você deve cortar da lista de compras tudo o que tiver a substância na composição. “Deve-se escolher no supermercado alimentos mais naturais e menos processados. Todas as conservas e enlatados necessitam de sódio e outros sais para mantê-los conservados. Essa é uma grande fonte de sódio no nosso dia a dia”, explica o cardiologista Francisco Flávio Costa Filho.

    Outros alimentos como refrigerantes, pães e temperos também contém sal e, portanto, devem ser consumidos sem exageros. Uma atitude simples que você pode adotar no seu dia a dia para se ajudar nesse sentido é retirar o saleiro da mesa. Pode parecer bobo, mas é realmente eficiente. Afinal, ter o saleiro ao alcance das mãos é uma tentação difícil de lidar, não é mesmo?  

    Benefícios do consumo consciente de sódio


    Apesar do sódio acarretar em riscos para a saúde, seu consumo não deve ser completamente reduzido. Ingerir sal em quantidades adequadas é importante para o bom funcionamento do organismo. “O sal de cozinha tem inúmeros outros sais, além do cloreto de sódio, que são essenciais para o nosso dia a dia. Estudos mostram que populações saudáveis com baixíssima ingesta de sal adoecem tanto quanto aquelas com ingesta de elevados níveis de sal”.

    Portanto, você deve procurar sempre o ponto de equilíbrio no consumo de sal. Estima-se que o ideal estaria entre 3 a 6 gramas por dia (somando todo o consumo, incluindo o sódio que já está inserido em alimentos processados). “É importante ter atenção na interpretação, pois em casos de pessoas com determinadas doenças, como insuficiência cardíaca descompensada e insuficiência renal, as restrições ao consumo diário de sal são maiores”.
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes