AchèAchè
    search
    Título

    Entenda a importância de cuidar da saúde mental do homem na paternidade

    Uncategorized

    Por

    A paternidade pode ser uma das experiências mais maravilhosas na vida de um homem. Por outro lado, os primeiros meses e anos de vida do filho, principalmente, podem trazer uma série de desafios, como a falta de sono, mudanças na rotina, além da enorme responsabilidade de criar um bebê, fatores que podem gerar estresse e problemas emocionais.

    Para que o bebê fique bem, é fundamental que os pais também estejam bem e isso inclui a saúde mental. É preciso dar muita atenção aos sinais de alerta que seu corpo e sua mente dão. Pensando na relevância desse tema e em homenagem ao Dia dos Pais, comemorado no mês de agosto, o Cuidados Pela Vida convidou o psiquiatra José Napoleão Cavalcante para falar sobre a importância do tema. O médico indicou alguns cuidados que os pais podem adotar para manter a mente saudável. Veja só!

    Dúvidas sobre a criação do filho são desafios na paternidade

     

    Ser pai é muito bom. Acompanhar o desenvolvimento de uma criança bem de pertinho é uma experiência incomparável. Por outro lado, a paternidade também vem acompanhada de uma porção de desafios. O Dr. Napoleão conta os principais obstáculos dessa fase: “As incertezas e inseguranças, principalmente para aqueles que estão sendo pais pela primeira vez ou que possuem uma menor rede de apoio, dúvidas sobre a melhor forma de criação, divisão de tarefas, vínculos futuros, questões financeiras… tudo isso pode ajudar a causar episódios de ansiedade na vida de um homem”.

    Sinais comuns de problemas na saúde mental na paternidade

     

    Um homem que não está conseguindo lidar com os desafios e estresses trazidos pela paternidade pode desenvolver problemas em sua saúde mental. “Possíveis sintomas são pensamentos acelerados, preocupações excessivas, irritabilidade, dificuldade para relaxar, insônia ou sono pouco reparador. É importante ressaltar que a existência dessas características não necessariamente indica um transtorno psiquiátrico, afinal, sentir-se ansioso pode ser normal. A possibilidade de transtorno é considerada principalmente quando os sintomas são desproporcionais aos eventos relacionados”, ressaltou o psiquiatra.

    Ou seja, está tudo bem ficar preocupado ou se sentir pressionado pelos problemas envolvidos na paternidade, mas isso não pode atrapalhar o seu bem-estar. Se for o caso, é importante procurar ajuda médica para um diagnóstico preciso e, se necessário, iniciar um tratamento para evitar uma intensificação dos sintomas e complicações emocionais, como: 

    – Depressão: homens com depressão podem sentir tristeza, desânimo, perda de interesse nas atividades das quais costumavam gostar, mudanças no apetite e no sono, dificuldade de concentração e problemas de relacionamento.

    – Ansiedade: quem tem um transtorno de ansiedade pode sentir medo excessivo, nervosismo, preocupação, tensão, irritabilidade e dificuldade para relaxar.

    Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT): pode causar flashbacks, pesadelos, pensamentos e sentimentos negativos sobre o evento traumático, e evitar situações que remetem ao trauma.

    A saúde mental do pai pode impactar o bem-estar da criança

     

    A saúde mental do pai tem um impacto significativo na qualidade de vida da criança e no relacionamento familiar como um todo. Pais mentalmente saudáveis são mais atenciosos, amorosos e responsivos com seus filhos, criando um ambiente familiar seguro e estável. Por outro lado, quando estão com problemas emocionais, os pais podem ter dificuldade para cuidar de seus filhos.

    Dr. Napoleão se aprofunda no assunto: “O adoecimento mental pode levar ao prejuízo no cuidado do filho e isso pode acabar refletindo numa maior probabilidade de quadros psiquiátricos em outras pessoas da família. Um quadro depressivo pode afastar o afeto pai-filho. Um pai que, ao não saber lidar com os eventos estressores, pode acabar descontando suas angústias no uso de substâncias psicoativas, como o álcool, levando à possibilidade de negligência ou até violência”. Para proteger seu filho e toda sua família desses problemas, é necessário procurar tratamento o mais rápido possível!

    Como manter sua saúde mental durante a paternidade?

     

    Há uma série de coisas que os homens podem fazer para manter uma boa saúde mental na paternidade. O especialista faz algumas recomendações: “É muito importante adotar posturas que reduzam o risco de transtornos mentais, como psicoterapia, atividade física, atividades de lazer e rotina apropriada. Leituras sobre paternidade podem ser úteis para proporcionar uma maior segurança sobre como se preparar e lidar com os novos desafios”.

    Lembre-se de que ao cuidar da sua saúde mental, é possível criar um ambiente familiar mais saudável e feliz para seus filhos!

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes