AchèAchè
    search
    Título

    Como diferenciar a dor de uma úlcera estomacal de outras dores abdominais?

    Dores no corpo

    Por

    A úlcera estomacal – muitas vezes resultado da infecção pela bactéria H. pyloriprovoca dor abdominal significativa. Este sintoma pode aparecer em outros casos, o que torna difícil determinar precisamente o problema baseado apenas no sintoma. Existem especificidades nos diferentes tipos de dor abdominal que podem ajudar na diferenciação, mas, em geral, isso é bem difícil.  

    Características de tipos diferentes de dores abdominais


    “Diferenciar a dor de uma úlcera estomacal de outras dores abdominais não é fácil, mas é possível por meio da comparação das características específicas de cada uma.
    A dor proveniente de uma úlcera gástrica, por exemplo, é comumente sentida na parte superior do abdome (epigástrio). Já a dor de uma pancreatite geralmente irradia para o dorso”, explica o gastroenterologista Alexandre de Sousa Carlos.   

    Ainda sobre a dor da úlcera estomacal, o especialista diz que pode melhorar ou não com a alimentação e despertar o paciente à noite. Além disso, esta dor pode ser acompanhada de ânsia de vômito (náuseas) ou até vômitos. Quando complicada, pode ser seguida por fezes escuras ou vômito com sangue. 

    “Outros problemas que também causam dores abdominais específicas: cólica biliar (dor pode ser abaixo do gradil costal direito e irradiar para dorso à direita); esofagite (além da dor em epigástrio, pode haver queimação ascendente, também chamada de pirose; infarto (dor em epigástrio e também palidez, sudorese, tontura e até desmaio); câncer (os sintomas são crônicos e vêm acompanhados com perda de peso e anemia)”, informa o gastroenterologista.

    Tratamento contra dor da úlcera estomacal


    O tratamento indicado para dor abdominal dependerá do quadro em questão, mas medicações que aliviam momentaneamente a dor podem ser receitadas de maneira mais geral. No caso específico da dor de uma úlcera estomacal provocada pelo
    H.pylori, o tratamento depende do uso de antibióticos específicos para esta bactéria e cuidados com higiene pessoal, alimentação e ingestão de líquidos para evitar nova contaminação.   

     

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes