search
Título

Como a terapia pode ajudar pacientes com ansiedade leve ou moderada?

Uncategorized

Por

Quando um paciente é diagnosticado com ansiedade leve ou moderada, é possível que o transtorno seja tratado apenas com psicoterapia, ou seja, com o acompanhamento de um psicólogo. A conduta deste profissional com pacientes ansiosos consiste em treiná-los para que consigam evitar ou substituir pensamentos e comportamentos ansiosos por outros mais saudáveis.  

 

Terapia recomendada para ansiedades mais brandas

 


“Nos casos de ansiedade leve, o tratamento pode ser apenas psicoterapia, com chances de remissão dos sintomas. Na ansiedade moderada, o tratamento segue com a psicoterapia, mas o uso de medicação aumenta as chances de remissão dos sintomas e reduz o risco de recaídas”, comenta a psiquiatra Erika Mendonça.

Segundo a médica, o tipo específico de terapia mais indicado nestes casos mais brandos de ansiedade é a terapia cognitivo-comportamental, método cujo objetivo é modificar padrões de pensamentos e comportamentos associados. “Trata-se da opção que apresenta mais evidências de benefícios em curto e longo prazos”, afirma a psiquiatra.

 

Possibilidades dentro da psicoterapia e tipos de transtornos relacionados à ansiedade

 


Dentro da psicoterapia, existem hoje métodos inovadores utilizados nos casos que não respondem ao tratamento padrão, ou seja, medicamentos, fitoterápicos e terapia. A aplicação de realidade virtual, tecnologia que ganha cada vez mais força e acessibilidade, é um bom exemplo de inovação neste campo. Por meio da realidade virtual, o paciente é exposto, em um ambiente seguro, a simulações de situações que desencadeiam crises de ansiedade, para que consiga “treinar” sua mente a ter uma resposta mais produtiva a esses estímulos.

A ansiedade pode se manifestar através de diversos transtornos, tais como transtorno de ansiedade generalizada, transtorno do estresse pós traumático, transtorno do pânico, transtorno obsessivo compulsivo, fobia social e fobias específicas. A sensação de segurança é um fator também relacionado, seja por meio do medo de algo acontecer ao próprio paciente ou aos entes queridos. Por isso, se a ansiedade está se tornando um problema em sua vida, atrapalhando os estudos ou o trabalho, procure ajuda médica.

 

 

Dra. Erika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

 

Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes