search
Título

Álcool e substâncias narcóticas podem levar ao transtorno de ansiedade?

Ansiedade

Por

O estilo de vida agitado e as inúmeras pressões no trabalho, nos estudos e nos relacionamentos pessoais estão tornando as pessoas cada vez mais estressadas e ansiosas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) comprovou essa realidade: dados divulgados em 2013 revelaram que 25% da população do planeta sofre com algum tipo de transtorno da ansiedade.

Gatilho para doenças psiquiátricas

O uso de álcool e drogas sozinho não é capaz de causar esses e outros distúrbios psiquiátricos, mas pode deixar um indivíduo mais propício ao seu desenvolvimento. “Esses estressores podem funcionar como gatilhos para o início de alterações celulares e moleculares que provocam modificações cerebrais e causam os sintomas e sinais do transtorno da ansiedade”, explica o psiquiatra Diego Freitas Tavares.

Segundo o profissional, questões psicológicas, como conflitos e perdas, e fatores ambientais, como o uso de drogas e medicamentos, atuam principalmente em pessoas que já possuem certa vulnerabilidade a doenças psiquiátricas. Ele ainda classifica as doenças da ansiedade como alarmes internos do cérebro desregulados que disparam aleatoriamente e promovem medo num indivíduo, mas que deveriam funcionar apenas diante de situações perigosas.

Agravamento do transtorno de ansiedade

Por outro lado, o consumo dessas substâncias pode piorar o estado de saúde de quem já sofre com uma doença psiquiátrica. “Pessoas que apresentam essa desregulação cerebral para o medo podem ter o quadro piorado por drogas que aumentam os níveis de adrenalina, acelerando os batimentos cardíacos e a respiração”, alerta o psiquiatra.

Além disso, há o risco de reação do álcool com os remédios prescritos para o tratamento. “O álcool pode interagir com remédios calmantes e aumentar seu efeito. As drogas estimulantes podem ser tão potentes que fazem com que a pessoa continue ansiosa mesmo sendo tratada”, afirma Tavares. A dependência química deve ser igualmente tratada quando associada ao transtorno de ansiedade.

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes