search
    Título

    A recuperação de uma fratura é mais complicada para pacientes com osteoporose?

    Doenças dos Ossos
    Sintomas

    Por

    A osteoporose é uma condição que atinge, principalmente, idosos e pacientes a partir da meia-idade, em especial mulheres. A doença reduz a densidade do osso, tornando-o mais poroso. Ao chegar nesta fase da vida, é importante procurar um médico para avaliar a saúde óssea e, se for o caso, iniciar o tratamento para evitar a ocorrência de fraturas, uma das consequências do agravamento da osteoporose.

     

    Fisioterapia ajuda no tratamento das fraturas da osteoporose

     

    “A doença pode predispor a fraturas porque os ossos ficam mais frágeis e os locais mais frequentemente acometidos são o punho, a coluna e o quadril“, afirma o ortopedista e traumatologista Maurício Miyasaki. O tratamento de uma fratura óssea em pacientes com osteoporose tende a ser mais complicada devido a fatores como idade (a doença geralmente se manifesta em idosos), redução da força muscular e da mobilidade. Por isso, elas apresentam riscos mais sérios para a saúde do paciente, quando comparado a um jovem sem a doença e que fratura um osso. 

    Para ajudar na recuperação, o especialista pode recomendar o uso de medicamentos analgésicos para reduzir a dor causada pela fratura. Durante o tratamento, é preciso permanecer relativamente em repouso, realizar sessões de fisioterapia e utilizar coletes quando a fratura estiver localizada na coluna vertebral. Alguns casos mais graves e de dor persistente podem exigir procedimentos cirúrgicos, como a cifoplastia e a vertebroplastia, que injetam cimento ortopédico no osso.

     

    Suplementação de cálcio e vitamina D faz parte do tratamento da osteoporose

     

    Para evitar novas fraturas da osteoporose, é importante que o paciente esteja sempre em contato com seu médico e realize o tratamento da forma correta. O objetivo do tratamento da doença é fortalecer os ossos do corpo, o que deve ser feito com medicação específica. A reposição do cálcio e da vitamina D, além do uso de hormônios, no caso das mulheres, podem auxiliar esse processo.

    Segundo o profissional, adotar medidas para prevenir a queda dos idosos também é importante. “Cuidados dentro de casa, como colocar apoio nos banheiros, evitar tapetes e instalar luzes noturnas, são atitudes que ajudam”, recomenda Miyasaki. Exercícios físicos que promovem ganho de massa muscular e força são essenciais para evitar a sarcopenia, ou seja, a perda muscular, que facilita quedas nos idosos.

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes