AchèAchè
    search
    Título

    5 sinais que podem indicar a necessidade de uma consulta com mastologista

    Uncategorized

    Por

    Apesar de as mulheres irem com mais frequência a consultas com o ginecologista, o médico mastologista também é um especialista fundamental nos cuidados com a sua saúde. É este profissional que ajuda a prevenir e descobrir qualquer problema nos seios, como nódulo na mama, dor na mama, possíveis causas de uma vermelhidão no peito ou o próprio câncer de mama. Mas, como saber se preciso consultar um especialista em Mastologia? 

    Com a ajuda do mastologista Gusttavo Zucca-Matthes, listamos 5 sinais que indicam essa necessidade. Confira!

    1. Histórico de câncer de mama na família

    O câncer de mama é uma doença com origem genética e, por isso, é importante que mulheres com histórico de câncer de mama na família consultem um mastologista e esclareçam suas chances de desenvolver essa mutação genética hereditária. “Você sabendo que possui essa alteração genética, tem a opção de tomar medidas preventivas ou profiláticas capazes de evitar problemas no futuro, como mudar os hábitos de vida ou até tomar medicamentos quimioprofiláticos, que ajudam a evitar alterações na mama que podem evoluir para um câncer”, afirma o profissional. Neste caso, o especialista em Mastologia consegue ajudar, juntamente com o apoio de um geneticista.

    1. Dor na mama ao apertar

    A chamada dor na mama – ou mastalgia – é uma das principais queixas que levam pacientes ao consultório do mastologista, conforme explica o Dr. Gustavo: “A verdade é que as mamas são glândulas muito suscetíveis a alterações hormonais e essas alterações comuns podem fazer com que a sensibilidade da região se altere (gerando incômodos locais). Além disso, outros problemas, como nódulos ou tumores, também causam dor”. Por isso, sempre que sentir uma dor na mama diferente, agende uma consulta com o mastologista para descobrir o que é e saber se é necessário tratar. 

    1. Aumento de tamanho das mamas

    O aumento das mamas pode ser simplesmente causado por mudanças normais do seu desenvolvimento. “A mama, geralmente, sofre alterações de tamanho durante a adolescência, podendo estar em crescimento até os 21 anos”, afirma o profissional. Por outro lado, o médico observa que o aumento excessivo pode gerar muito desconforto para a paciente e, inclusive, ser considerado uma doença: “Neste caso, existe a necessidade, sim, de procurar um mastologista para que ele avalie e encontre a melhor solução e diagnóstico para cada caso”.

    1. Nódulo na mama

    Se você descobriu um nódulo na mama, saiba que o mastologista é o profissional mais indicado para acompanhamento e seguimento deste caso. “Uma vez que o ultrassom indicou esses nódulos, vamos acompanhá-los e, dependendo das suas características, eventualmente será feita uma biópsia para entender com mais detalhes o que está acontecendo”, afirma Dr. Gustavo. O nódulo na mama pode ser benigno, um tumor sem grandes prejuízos ou consequências, mas também existem chances de causar desconforto, precisando ser removido, ou até de ser um nódulo com características suspeitas de câncer.

    1. Secreção na mama

    A secreção na mama é outro sinal de alerta que indica uma visita ao mastologista. “Na maioria das vezes, essas secreções não são nada preocupantes, principalmente se forem de cores diferentes, como verde, amarela, marrom, branca, preta… Isso tudo geralmente não tem nada a ver com problemas graves. Por outro lado, se a secreção na mama for espontânea, de coloração clara ou hemorrágica, aí precisamos avaliar melhor o que está acontecendo por meio de exames complementares e até mesmo de uma cirurgia”, recomenda o médico. 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes