Depressão: Um paciente doente sempre apresentará sintomas de tristeza?


  • +A
  • -A

Sempre que se ouve falar em depressão é feita imediatamente uma associação com a tristeza, como se as duas coisas fossem inseparáveis. Faz todo o sentido, já que se trata do principal sintoma da doença, mas, provavelmente para a surpresa de muitos, nem sempre um quadro depressivo se manifesta através da infelicidade.

Além de estar presente na maioria dos casos de depressão, este sentimento, também chamado de anedonia (que nada mais é do que a ausência na capacidade de sentir prazer em situações antes prazerosas), normalmente atinge os pacientes de maneira contínua. Todavia, há quem sinta este pesar de forma menos intensa, sem que aquilo seja um tormento a cada segundo.

Depressão sem sintoma de tristeza não é menos grave


“Na população há muitos casos de depressão sem tristeza. Entre os pacientes que apresentam este sintoma, a tristeza pode ser presente apenas na maior parte dos dias, não sendo necessário um contínuo ininterrupto”, explica o psiquiatra Eduardo Humes. Mesmo assim, este tipo de depressão em que a tristeza é parcial ou inexistente não deve ser considerada menos grave.

“A gravidade da doença é determinada por outros fatores, como a disfunção nas atividades diárias causada pelos sintomas (incapacidade para estudar e trabalhar, por exemplo), psicoses (alucinações ou delírios), complicações clínicas associadas (como alguém que fica tanto tempo deitado sem se mover) ou situações que ponham em risco a vida de outros ou do próprio paciente (tentativas de suicídio)”, comenta Eduardo.

Ausência de tristeza é um problema para o tratamento


A ausência da tristeza como sintoma representa uma menor procura do profissional especializado, já que muitos acreditam que só há depressão com o sentimento. Com isso, não há diagnóstico, nem tratamento, mas sim o contato com médicos de outras áreas. “Muitas vezes um paciente apresenta outras queixas inespecíficas que o levam a procurar outros especialistas, como ortopedistas, por dores nas costas, gastroenterologistas, por alterações da percepção da função gastrointestinal, ou cardiologistas, por queixas de palpitações.”

Dr. Eduardo de Castro Humes é psiquiatra e psicoterapeuta formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. CRM-SP: 108239

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Eduardo de Castro Humes

Dr. Eduardo de Castro Humes

Psiquiatria

CRM: 108239 / SP

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

32 comentários para "Depressão: Um paciente doente sempre apresentará sintomas de tristeza?"

Sol Moreno

Estou com depressão…apesar de rir muito…estou morta por dentro…só penso em me matar!

Laurinete nascimento

Eu me sinto as vezes muito triste e saio de casa prá trabalhar a força tenho medo de ir prá os lugar e fico rezando pra chegar a hora de ir prá casa e me trancar no quarto. fico mais tranquila. isso é depressão? Me ajude por favor obg

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Laurinete. O que você sente pode ser sintoma de depressão ou estresse. Aconselho que você passe por uma avaliação médica para receber um diagnóstico mais preciso. Abraços.

Mayra Lara dos Santos

Eu tenho depressão apesar de nunca ter ido em um médico, eu sinto que tenho pq as vezes em meses sinto uma trsiteza q não sei explicar, minha mente fica tudo em câmera lenta, sinto vontade só de ficar deotada, fico sem ânimo pra nada , até pra ir ao banheiro ou na sala, começo a chorar do nada, fico achando que a única solução é morrer pq daí eu iria ter paz. :/ Mais não estou com depressão nesse exato momento, consegui um emprego estou mto feliz nele e feliz com minha vida, pq meu namorado está sempre me ajudando 😃

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Mayra! Sinta-se uma vencedora. Parabéns por conseguir superar todas essas dificuldades! Abraços

Roseli

Eu sou uma pessoa depressiva desde a adolescência. Porém sou falante e risonha. Por dentro quero morrer.

Lud

Tenho isso as vezes estou alegre, as vezes triste, com sono sem sono…é um inferno.Tentei suicídio, foi horrível. Tenho crises de pânico e ansiedade, que as vezes me seguram por semanas em casa. Me sinto inútil, meu marido se esforça bastante, mas as vezes falta paciência até pra ele. Os filhos, a casa tudo me cansa. Não tenho um psiquiatra. Hj não quero me matar… mais depois que tentei o vazio só fez aumentar. Dói tudo… Dói até a alma. JESUS MISERICORDIA DE MIM E DOS QUE TEM ISSO.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Lud, a depressão é um transtorno mental que vai muito além da tristeza profunda. A doença provoca também apatia, insegurança, ansiedade, insônia, problemas de concentração e até pensamento suicidas. E ao contrário do que muitos pensam, não é fácil sair dela. É preciso receber acompanhamento médico, fazer o tratamento corretamente com os medicamentos indicados. Procure um psiquiatra para que seja indicado o tratamento mais adequado para você. Temos outra matéria sobre a doença que pode trazer novas informações e dicas muito importantes para o tratamento. Clique no link abaixo e confira. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/meu-corpo/cabeca-e-pescoco/resiliencia-importancia-depressao

Meire

Eu sou depressiva tomo medicamentos ,mas não deixo a peteca cair .Choro no chuveiro quando estou na fase de tristeza .No demais vou vivendo um dia de cada vez.Me respeitando sempre 🙏Um abraço

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Meire, é muito importante buscar ajuda profissional o psiquiatra é o especialista que poderá te auxiliar indicando o tratamento mais adequado para você. Temos também uma outra matéria que aborda o mesmo assunto com informações e dicas importantes. Confira clicando no link abaixo.
Até breve.

https://cuidadospelavida.com.br/meu-corpo/cabeca-e-pescoco/resiliencia-importancia-depressao

Dulce

Valioso parecer…Realmente muitos começam com uma tristeza, frustação, porém muitos sem informação vão levando a vida no automático e não sabem que tem ajuda la no inicio por que muitos acham tb que é coisa a toa e pode piorar e virar sim um depressão e sem volta.Eu mesma passei por isso, de uma frustação que não conseguia falar sobre piorei e hj tenho grandes agravos na saúde.Dr. Por favor divulgue mais sobre a população! Os laboratórios não vão deixar de ganhar por isso ele tb tem uma linha de suplementos q no momento da tristeza pode ser indicado e que fará muito mais sucesso do que ver pessoas e famílias sofrendo com sofrimento do paciente.Obgda pelo espaço.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Dulce, de acordo com o psiquiatra Dr. Giovani Missio a depressão é um transtorno mental que vai muito além da tristeza profunda. E ao contrário do que muitos pensam, não é fácil sair dela. É preciso receber acompanhamento médico, fazer o tratamento corretamente com os medicamentos indicados. Abraços.

Rita de Cassia

Eu qdo estava na adolescência chorava do nada a toa,fui crescendo assim,hoje sou casada tenho 2filhos,mas me sinto um pouco vazia as vezes,meu casamento entrou em crise,mas superamos e sigo sempre brincando e sorrindo.Eu acho q se eu não tentar ser assim minha vida seria diferente,meu irmão suicidou pq estava com depressão,mas nunca quiz ajuda,não esforçava para sair dessa,temos tbm q colocar Deus a frente de tudo e pedir q nos ajude a enfrentar esse mal e nos cure,pois sentir assim é mto ruim!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rita, A depressão é um transtorno mental que vai muito além da tristeza profunda. A doença provoca também apatia, insegurança, ansiedade, insônia, problemas de concentração e até pensamento suicidas. E ao contrário do que muitos pensam, não é fácil sair dela. O mais importante é buscar ajuda de um psiquiatra para que se possa tratar os sintomas da doença melhorando a sua qualidade de vida. Até breve.

Marcos AR

Olá! Tenho depressão há alguns anos, tomo medicamentos, casado há 26 anos e 3 filhos. No momento, mesmo com o medicamento, tenho sentimentos frequentes de raiva, ansiedade, tristeza, alegria, desisto facilmente das coisas, perco a vontade de fazer coisas que gostava de fazer. Esses sentimentos oscilam com frequência. Mesmo tendo crises, participo da igreja, Pastoral Familiar, Grupos de oração. Isso tem me ajudado muito! Não podemos deixar o capeta cochichar em nosso ouvido!!! Mas mesmo sendo religioso, às vezes parece que isso não basta!!! Minha cabeça tá pirando!!!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Marcos, é crucial buscar ajuda profissional, o psiquiatra poderá indicar o tratamento mais adequado para você, amenizando assim as crises da doença trazendo grande melhora na sua qualidade de vida, podendo retomar as atividades comuns do seu dia-a-dia. Confira outra matéria sobre a doença no link abaixo. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/meu-corpo/cabeca-e-pescoco/resiliencia-importancia-depressao

Sven

Já tive depressão a ponto de me sentir perseguido escutando estalos e me projetei de cabeça navparedr do meu quarto achando quecestava sendo adotado pelos meus próprios pais e aré fugir de manicomio e ser atropelado… consegui superar de um braço quebrado, o dente canino inferior que saiu sem anestesia kkkk e inclusive apos tudo isdo passar ja tive perda de meu pé esquerdo em acidente de moto mas voltei a voar de asa delta… quem quiser me conhecer basta colocar meu nome SVEN na busca do site pensador ponto com ponto br! Quer sair dessa escute no youtube a meditação de Louise Hay e boa sorte a todos e grato pela atenção!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sven, a depressão é uma das doenças psiquiátricas mais frequentes no mundo, causando apatia, problemas de autoestima e até pensamentos suicidas. Apesar disso, ainda há muita desinformação e preconceito a respeito da doença. É preciso mudar este quadro, já que qualquer pessoa pode sofrer com a depressão e, assim, precisar de ajuda dos familiares e de um profissional especializado. Temos outra matéria que aborda o tema que contém informações e dicas muito importantes, confira no link abaixo. Até a próxima.

https://cuidadospelavida.com.br/meu-corpo/cabeca-e-pescoco/resiliencia-importancia-depressao

Vanessa

Tenho depressão a mais ou menos 9 anos, quando comecei me dar conta de wue poderia ser isso. Foi com o nascimento do meu primeiro filho. Procurei acompanhamento médico e nada de melhora do quadro, o médico só aumentava as doses. Deixei o tratamento e minha situação piorou progressivamente, eram dores de cabeça insuportáveis e crises de ansiedade. Foi tudo muito difícil, retomei o tratamento com outro profissional e já vão fazer 2 anos, oscilo bastante. As vezes estou bem, rindo e meu esposo acha que estou melhor, ele é meu maior apoiador e entendendo que quer me ver curada, mas esse momentos não refletem minha realidade, o que sinto por dentro … tomo os medicamentos diariamente tenho muita fé em Deus e espero o dia disso tudo parar…. não consigo fazer nada, cuidar da casa, dos filhos, marido e de mim, me sinto horrível, fracassada profissionalmente, uma péssima mãe e esposa… não consigo reagir… só quero fazer isso parar…

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Vanessa, a depressão é um transtorno mental que vai muito além da tristeza profunda. A doença provoca também apatia, insegurança, ansiedade, insônia, problemas de concentração e até pensamento suicidas. E ao contrário do que muitos pensam, não é fácil sair dela. É preciso receber acompanhamento médico, fazer o tratamento corretamente com os medicamentos indicados e ter um recurso muito importante, chamado resiliência. Para entender melhor sobre a resiliência clique no link abaixo e confira a matéria completa. Desejamos sucesso no seu tratamento. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/meu-corpo/cabeca-e-pescoco/resiliencia-importancia-depressao

Cristina

Acho que estou com depressão. Desde quando minha mãe e minha sobrinha faleceram, no mesmo ano e mesmo mês, com diferença de 19 dias, não consigo mais sair pra me divertir. Faz três anos que não vou ao cinema, não vou a um barzinho com as amigas e nem faço sexo. Não tenho desejo mais pra nada e nem prazer nas coisas. Mesmo rindo, há uma tristeza em mim, que não consigo controlar. Comparo-me com um carro que consigo ligar o motor, mas morre, as vezes, não consigo nem dar a partida. Não penso em suicídio, mas por ja estar com 55 anos, penso que já deu pra mim aqui na Terra. Desejo morrer, que a morte me leve logo. 😔

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Cristina. Lamentamos por suas perdas. Lidar com um quadro de depressão é não é nada fácil, já que muitas vezes o paciente não tem ânimo para se ajudar ou buscar ajuda. O tratamento, quando seguido corretamente, consegue melhorar a vida de grande parte dos pacientes, mas é preciso engajamento. A doença provoca também apatia, insegurança, ansiedade, insônia, problemas de concentração. E ao contrário do que muitos pensam, não é fácil sair dela. É preciso receber acompanhamento médico e fazer o tratamento corretamente com os medicamentos indicados. Continue nos acompanhando para receber mais dicas e informações como essa. Até a próxima.

OZANA

Tive sindrome do pânico, quase morri, faço tratamento a dois anos, sinto muita tristeza, tem dias que passo mau parece que vou morrer. e quando estava mais recuperada, veio um cancer de mama. Sofri muito, mas muito mesmo. Só estou viva prq tenho uma fé inabalável. e durante meu tratamento do cancer ainda perdi minha mãe. me sinto sozinha como se o mundo tivesse acabado.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Ozana. Agradecemos por você compartilhar seu relato conosco, e sentimos muito por sua perda. A depressão é um transtorno que exige o engajamento em um tratamento composto por psicoterapia e uso de medicamentos antidepressivos. Dependendo da intensidade do quadro, pode ser indicado ao paciente apenas a terapia, com boas chances de resultados positivos. Já quando a intensidade é moderada ou grave, os remédios são imprescindíveis para melhorar a resposta ao tratamento. As psicólogas Lilian Boarati e Viviane Hultmann conversaram conosco e deram informações mais detalhadas sobre o assunto. Clique no link abaixo e confira a matéria completa. Até logo.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/depressao/depressao-terapia-acao-medicamentos

Antonio

Tenho esta doença GRAVE desde de 2014, é um tormento diário, como você fosse viciado em algum produto, que tem que ter força todos os dias para não consumir, na Depressão a luta diária é matar VIVO a cada dia e momento, DEUS pai é Jesus Cristo ajude todos que tem e esta com essa terrível a doença.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Antonio. Obrigado por compartilhar seu comentário conosco. De acordo com a especialista Lilian Boarati, a depressão é um transtorno que exige o engajamento em um tratamento composto por psicoterapia e uso de medicamentos antidepressivos. Dependendo da intensidade do quadro, pode ser indicado ao paciente apenas a terapia, com boas chances de resultados positivos. Já quando a intensidade é moderada ou grave, os remédios são imprescindíveis para melhorar a resposta ao tratamento. Busque atendimento com o especialista para iniciar o tratamento adequado. Até a próxima.

iara maria elizeu machado

eu tenho depressao já a 20 anos tomo medicamentos todos os dias as vezes me dá uma tristeza muito grande penso até em morrer mas ao mesmo tempo penso em DEUS, sou católica, ai passa é muito dificil a recuperaçao eu acho que nunca mais vou sair dos medicamentos

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Iara. Um dos primeiros sintomas que atingem um paciente com depressão é o sentimento de tristeza, que atrapalha até mesmo a seguir sua rotina normalmente. Seguir o tratamento indicado pelo médico é importante para trazer maior controle dos sintomas e assim o paciente poderá ter maior qualidade de vida no seu dia-a-dia. Continue nos acompanhando para receber mais matérias e informações sobre saúde, doenças e tratamentos. Abraços.

Jaciane

Eu fui diagnosticada com transtorno de pânico , há mais ou menos uns 3 anos atrás fiz um tratamento de 6 meses mas parei pq engravidei enquanto estava grávida e após o nascimento do meu filho não tive mais os sintomas , só que em dezembro de 2018 perdi meu pai de uma forma trágica , é hoje em dia vira e mexe meu coração acelera sinto um peso na cabeça , muitas vezes me sinto indisposta , e tudo que acontece comigo tipo uma dor de cabeça fico logo nervosa achando que algo mais grave vai acontecer , será que tem haver com depressão? Desde já grata! E força p todos !!!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Jaciane. Lamentamos por sua perda. É necessário uma consulta presencial com o especialista para identificar a causa dos sintomas, dessa forma será possível indicar o tratamento mais adequado para você e trazer melhora na sua qualidade de vida. Continue por aqui para receber mais matérias e dicas como essa. Abraços.

FRANCISCA V

Após uma gravides com complicações e o nascimento da minha filha prematura, fui diagnosticada com transtorno de ansiedade com quadro depressivo, tomo remédios controlados a 3 anos, sofro muito com essa doença pois todas as vezes que o remédio acaba tento me livrar e não tomar mais, porem não consigo.Agora já estou sentindo os efeitos colateiras sinto um tremor por todo corpo, quase não consigo dirigir isso é um tormento. Procuro ajuda em todos os programas .

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Francisca. O tratamento da depressão e ansiedade não produz efeitos imediatos. É necessário um certo tempo seguindo as medidas estabelecidas pelo médico para que os sintomas comecem a se atenuar. Caso o tratamento seja interrompido antes do tempo indicado pelo profissional, você poderá seguir convivendo com os sintomas ou até mesmo sofrer uma recaída. Além dos medicamentos prescritos, sessões de psicoterapia e exercícios físicos são algumas medidas que podem ser adotadas para ajudar a compor o seu tratamento. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.