Como manter a imunidade da criançada em alta durante as férias escolares?

  • +A
  • -A

Durante as férias, as crianças não tem o mesmo contato constante com os colegas, então os riscos de serem infectadas por doenças, como resfriados, por exemplo, diminui. Com o sono melhor, horários mais flexíveis, menos estresse e mais diversão, a saúde “agradece” ainda mais. Mesmo assim, é importante que os pais mantenham a atenção com a imunidade de seus filhos nesse período, para não serem pegos de surpresa.

 

Imunidade das crianças nas férias depende de alimentação saudável e higiene

 


O ideal é que os cuidados com a imunidade das crianças nas férias sejam mantidos e até maiores, no intuito de preparar os pequenos para o retorno à grande exposição de agentes infecciosos, quando as aulas voltarem. Porém, não é isso que acontece na maioria das vezes. Como  nas férias as crianças ficam muito bem, a tendência é relaxar mesmo”, aponta a imunologista Roberta Rodrigues.

De acordo com a médica, durante as férias, os pais não podem deixar de insistir para que seus filhos mantenham hábitos saudáveis, tanto na alimentação quanto na parte da higiene. “O aumento do consumo de guloseimas nas férias não é bom para a imunidade dos pequenos, pois essas comidas são pobres em termos de nutrientes. Portanto, deve-se investir em uma alimentação saudável nas férias, assim como em hábitos de higiene, como lavar as mãos sempre antes das refeições e após atividades ao ar livre”.  

 

Cuidado com as viroses nas férias de verão!

 


Como as férias escolares no Brasil acontecem no início do ano, no verão, entram em cena as famosas viroses, quadros de diarreia e vômito típicos dessa época. “As viroses podem ser adquiridas por mãos sujas ou alimentos e água contaminados. Deve-se, portanto, orientar as crianças a não beberem água do mar ou das piscinas deliberadamente e nem beberem ou comerem nada que seja de origem desconhecida”, recomenda Roberta.

É essencial que os pais monitorem a alimentação e os cuidados de higiene dos filhos nas férias, principalmente em viagens. Deve-se dar preferência a alimentos cozidos, água filtrada, fervida ou mineral, além de evitar alimentos crus. “Esses cuidados básicos são importantes para evitar o risco de contaminações e doenças infecciosas diversas, como diarréias, verminoses, hepatite A, dentre outras”, completa a médica.

 

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Roberta Rodrigues da Silva

Dra. Roberta Rodrigues da Silva

Alergia e Imunologia

CRM: 94054 / SP

TAGS
alimentacao
imunidade
nutricao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

7 comentários para "Como manter a imunidade da criançada em alta durante as férias escolares?"

Leila

Gostei de saber.meu filho fica doente todo mês de garganta .estou desesperado .toma antibióticos .todo mês no outro mês tudo de novo. o que faço

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Leila, temos em nosso site uma matéria que pode te auxiliar com informações, segue o link: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/baixa-imunidade/imunidade-alta-idade-tratamento
Lembrando que isso não te isenta de levar seu filho em uma consulta com o médico para obter maiores orientações. Abraços.

Karen

Minha filha de 6 anos , tem leucopenia, e está tomando leucogen a um ano. Ainda não vi grandes resultados, e também faz tratamento pra asma com flixotide .Gostaria de saber qual a alimentar ideal pra aumentar a imunidade. Karen

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Karen, a recomendação dos especialistas é oferecer para as crianças refeições com variedade de alimentos e preparações, incentivando o consumo de frutas, verduras e legumes. Para isso, os pais podem consultar um nutricionista para tirar dúvidas, mas devem, antes de tudo, dar o exemplo. Além disso, é necessário também reduzir a presença de produtos industrializados, principalmente com excesso de gorduras, sal e açúcares. Confira outra matéria que também aborda esse tema clicando no link abaixo. Até a próxima.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/baixa-imunidade/alimentacao-sistema-imunologico-criancas

Carlos

Leila, meu filho também está passando pelo mesmo problema que o seu, muitos antibióticos todos os meses, e as vezes duas vezes ao mês, em virtude de problemas de gargante e principalmente otites. Foi então que fazendo uma cultura de orofaringe descobrimos que meu pequeno de 3 anos e 10 meses possuía uma bactéria chamada klebsiella pneumoniae, e que acreditamos ser a responsável por este quadro. Dá uma angústia muito grande, porque em virtude do uso frequente do antibiótico já criou resistência a uns, e sofre com problemas de baixa imunidade, porque o corpo não consegue se recuperar, em virtude do uso contínuo do antibiótico. Tirei, inclusive, meu filho do colégio e só está em casa.

Eliete

Minha filha fica doente tudo mês quase com dor de garganta e gripe já pergou pnamunia 2 vezes.Sofre com muita baixa resistência pois todo mês toma antibióticos.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Eliete. Agradecemos seu comentário. Imaginamos que seja uma situação difícil. Caso não perceba melhora nos sintomas, o ideal é retornar em consulta com o médico, após um exame físico ou exames mais detalhados ele poderá indicar os cuidados necessários. Estamos torcendo pela melhora da sua filha. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.