Familiar com Alzheimer: saiba os primeiros passos para enfrentar a doença


  • +A
  • -A

O mal de Alzheimer é uma doença crônica que provoca perda progressiva da memória. Ela faz com que os pacientes não consigam se lembrar de amigos, de situações vividas e até do próprio nome. Os pacientes acabam se esquecendo de tomar os medicamentos que ajudam a combater o problema, mudam de humor rapidamente e têm dificuldade até para comer. Por isso, o papel da família, que frequentemente se torna cuidadora do paciente, é essencial para reduzir os impactos do Alzheimer.

Cuidar com eficiência: se informe sobre a doença de Alzheimer


Para enfrentar a doença, o geriatra Tomaz Aquino defende que os familiares
busquem informações sobre a doença, os sintomas e as possíveis dificuldades que poderão surgir no futuro. “A demência de Alzheimer é difícil para todos: profissionais de saúde, pacientes e familiares. Uma boa educação em saúde é fundamental”, explica o especialista.

Ao conversar com o médico, você poderá tirar qualquer dúvida sobre as medicações indicadas para ajudar nos sintomas típicos do Alzheimer, mas sem prejudicar o controle de outros problemas, como hipertensão e diabetes. Mesmo com a doença, seu familiar deve ter certa independência e autonomia, recebendo auxílio sempre que precisar. “É preciso conversar abertamente sobre o momento em que há maior risco de dirigir e identificar a competência em lidar com dinheiro e contas e em sair sozinho”, diz Aquino.

Cuidador deve prestar atenção à própria saúde


Mas, apesar de a saúde do familiar com mal de Alzheimer ser muito importante,
o seu bem-estar não pode ser deixado de lado. “O cuidador, por vezes, é considerado como o ‘paciente invisível’. Ele está em constante contato com médicos e hospitais, mas sua saúde muitas vezes é renegada”, destaca o profissional.

Ansiedade, depressão e até problemas físicos causados ou agravados pelo grande esforço no auxílio ao paciente são alguns dos principais problemas que você e outros familiares podem enfrentar. “Penso que um bom acompanhamento psicológico e clínico pode ajudar o cuidador a lidar melhor com essa doença tão difícil, e cada vez mais comum em nosso meio”, recomenda Aquino.

Portanto, não vacile: evite se sobrecarregar demais, dividindo tarefas e compartilhando dúvidas e angústias. Peça sempre ajuda a outros familiares e a pessoas próximas. Afinal, para conseguir cuidar de alguém, você precisa manter a própria saúde como prioridade.

 

Dr. Tomaz Aquino é geriatra, clínico médico e especialista em Atendimento Domiciliar e Cuidados Paliativos. CRM-SP: 157962 – Página Oficial

Foto: Shutterstock

TAGS
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "Familiar com Alzheimer: saiba os primeiros passos para enfrentar a doença"

Márcia lima

Minha comadre tem essa doença, e não está sendo nada fácil ela cuidar da mãe. Tem uma cuidadora com ela mas, eu percebo que o quadro só piora ela está fazendo de tudo para não internar a mãe.

Natália

Em julho minha mãe foi diagnosticada com Alzheimer. Ela deve saber que tem a doença?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Natália, opta-se por um consenso entre o médico e a família do paciente.
Abraços.

Marcos

Oi Natália!Procure um outro medico para confirmar o diagnóstico. Meu pai a 2 anos atrás foi diagnosticado e o médico já prescreveu algumas medicações específicas. Resolvi levá-lo noutro médico, informei o diagnóstico do médico anterior. O médico pediu uma serie de exames bioquimicos e meu pai estava com deficiência de potássio, vitamina D e uma anemia, isso lhe causava confusão mental e fraqueza. Repomos esses minerais e hormônios e começamos a fazer atividade física. Houve de fato um diagnóstico por Ressonância Magnética, mas até hoje, graças a Deus, meu pai não precisa tomar qualquer medicação específica para a doença. Está fisicamente ativo na medida que lhe permite sua condição física octogenária, mas está lúcido e atento aos próprios negócios.

jana palmieri

Minha mãe foi diagnosticada com Alzheimer. E neste periodo tenho procurado informações que me auxiliem a cuidar dela. Gosto muito de receber as publicações do Cuidados pela vida.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Jana, ficamos felizes em saber que nossas matérias tenham te auxiliado. Continue por aqui para ter acesso a essas e outras informações. Abraços.

Milena Lourenço da silva

Boa tarde minha mãe está passando por essa situação ainda não pude fazer a tomografia por falta de dinheiro o hospital público está muito difícil mais pelo que a médica me falou e Alzheimer , nao sei o que fazer

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Milena, é necessário que o médico realize todos os exames indicados para confirmar o diagnóstico da doença. Tente buscar orientações sobre como conseguir o exame em uma unidade de saúde próxima de sua residência. Temos em nosso site algumas matérias que podem te auxiliar com informações, segue o link de uma delas: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/alzheimer/cuidador-iniciante-dicas-pacientes-alzheimer
Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.