É possível ver sinais de calvície na adolescência?

  • +A
  • -A

O quadro de alopecia androgenética, chamado popularmente de calvície, tem a predisposição hereditária como causa para o seu desenvolvimento e, apesar de ser mais falado nos homens, também pode afetar as mulheres. Os sinais ficam mais perceptíveis a partir dos 40 ou 50 anos, mas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a calvície começa a se desenvolver na adolescência, quando o cabelo vai afinando a cada ciclo de crescimento.

Entradas podem aparecer durante a adolescência


“O primeiro
sinal da calvície pode surgir na adolescência. O problema, normalmente, inicia-se com a rarefação difusa dos cabelos nas mulheres, enquanto nos homens, aparecem as famosas ‘entradas’ na região frontal e/ou no topo da cabeça”, afirma o dermatologista Bruno Vargas. As laterais e a parte próxima ao pescoço não costumam sofrer com a calvície.

De acordo com o profissional, apesar de o histórico familiar ser um fator preponderante para um quadro de calvície na adolescência, é preciso destacar uma série de outros fatores. Alterações hormonais, má alimentação e estresse, por exemplo, são questões que podem provocar o problema nesta fase da vida e devem ser analisados por um especialista.

Existe tratamento para a calvície?


Para frear a calvície, existem algumas medidas que podem ser adotadas com a ajuda e o acompanhamento regular de um dermatologista, que deverá se basear em cada caso especificamente. “Existem exames precisos de tricoscopia, a dermatoscopia digital, por exemplo, que avaliam a saúde do couro cabeludo, bem como dos fios e auxiliam no diagnóstico do tipo de queda”, afirma o especialista.

O paciente pode recorrer a medicações tópicas e orais que desaceleram o processo de queda e estimulam o crescimento de novos fios. “A infusão de medicamentos no couro cabeludo e o uso de tecnologias a laser são armas que podem ajudar no controle do quadro. De toda forma, manter um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada, atividade física, sem excesso de álcool e fumo, é essencial para a saúde capilar”, complementa Dr. Bruno.

Foto: Shutterstock

Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD): http://www.sbd.org.br/dermatologia/cabelo/doencas-e-problemas/alopecia-androgenetica/25/

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Bruno Vargas Aniceto

Dr. Bruno Vargas Aniceto

Dermatologia

CRM: 38959 / MG

TAGS
cabelos
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

27 comentários para "É possível ver sinais de calvície na adolescência?"

Ivan alvez

Eu tenho entradas no cabelo desde 13 anos agr eu tenho 16 eu tenho medo pq minha família todos os homens tem calvície eu queria saber se isso significa que eu ficarei careca as de 25 anos

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Ivan. De acordo com a Dra. Alexandra Bononi, existem muitas causas para a queda de cabelo, é importante estar sempre cuidando da saúde. Alterações hormonais, estresse, pós cirurgias, hipotiroidismo, carências nutricionais, emagrecimento excessivo e efeito colateral de inúmeros medicamentos são algumas dessas causas. Lavar adequadamente o cabelo, evitar excesso de química e ter uma dieta equilibrada são medidas essenciais para o tratamento da calvície e é importante que procure por um dermatologista para investigar a causa e realizar um tratamento medicamentoso, se for necessário. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.