AchèAchè
    search
    Título

    Varicorragia: As varizes podem estourar? Quais são os riscos?

    Uncategorized

    Por

    As varizes são veias tortuosas e dilatadas que causam dor e podem até mesmo interferir na autoestima. Entretanto, os riscos provocados por esse problema vascular podem ser ainda maiores: é possível que elas estourem. Este problema é chamado de varicorragia. Como lidar com uma variz estourada? O que fazer para evitar esse acidente? A angiologista Nivea Lins bateu um papo com a equipe do Cuidados Pela Vida e respondeu as principais perguntas sobre o assunto. Dá só uma olhada! 

    O que é varicorragia? Por que as varizes estouram?

     

    Chamamos de varicorragia quando uma variz apresenta sangramento. Isso acontece quando a variz é muito superficial e a pele que recobre a veia é tão fina que um simples atrito com alguma região mais áspera é capaz de romper a camada de pele e a parede da veia, fazendo o sangue que passa por dentro dela extravasar”, explica a médica. 

    A falta de exercícios físicos, do uso de meias de compressão e de tratamento médico adequado podem favorecer as varizes estouradas, que também podem levar a problemas mais sérios, como a flebite e até mesmo a trombose. Por isso, é essencial fazer acompanhamento com um angiologista ou cirurgião vascular. Este profissional deverá indicar o melhor tratamento e o melhor remédio para varizes para cada caso. 

    O que fazer quando a variz estoura?

     

    Deparar-se com uma variz estourada na perna de repente pode ser desesperador, mas Dra. Nivea explica como proceder caso isso aconteça: “Comprimir a região com gaze por no mínimo 5 minutos, de preferência deitado no chão com as pernas elevadas por pelo menos 45 graus em relação ao tórax. Depois que o sangramento cessar, faça diariamente higiene local com água e sabão e enfaixe com gaze e atadura, fazendo uma compressão leve”.

    É importante ressaltar que esse é apenas um cuidado paliativo e de emergência: lidar com varizes estouradas é perigoso e certos riscos, como a hemorragia, devem ser considerados, pois podem até mesmo levar à morte. Por isso, após os cuidados primários, Dra. Nivea alerta que um cirurgião vascular deve ser procurado assim que possível. Caso a compressão não surta efeito, acione uma ambulância ou corra até uma emergência mais próxima para tratar do rompimento. 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes