AchèAchè
    search
    Título

    Uma alergia respiratória pode se tornar incontrolável devido à sua gravidade e falta de tratamento?

    Uncategorized

    Por

    Uma alergia respiratória pode se tornar incontrolável apenas se o paciente não realizar o tratamento adequado. Apesar desse tipo de doença ser crônica, ou seja, sem cura, existem tratamentos eficazes, capazes de controlar os sintomas e crises. Sem a adoção das medidas de tratamento, o paciente corre sérios riscos, até porque isso contribui para que o quadro se agrave. 

    Alergias respiratórias e seu controle


    “A
    alergia respiratória pode se tornar incontrolável, desde que o paciente não adote o tratamento adequado. Sendo assim, a primeira coisa importante a se fazer é identificar os fatores que ativam sua alergia. Depois, deve-se buscar formas de prevenção contra os alérgenos que te afetam, evitando todo tipo de contato com eles”, orienta o pneumologista e geriatra José Eduardo Martinelli. 

    Segundo o especialista, hoje em dia é praticamente impossível alguém não conseguir controlar um quadro de alergia por conta, especialmente, dos medicamentos corticóides. “A existência dos corticóides facilita muito o controle das alergias respiratórias. É claro que existem casos mais graves de doenças alérgicas, mais difíceis de tratar, mas mesmo esses ainda podem ser controlados com a adoção das medidas de tratamento corretas”, afirma o médico.

    Tratamento medicamentoso


    De acordo com informações veiculadas no portal da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), o tratamento da asma, que é
    uma das principais alergias respiratórias, se baseia no uso de dois tipos de medicamentos: os controladores ou de manutenção e os de alívio ou resgate. Os primeiros servem para prevenir os sintomas e crises, enquanto os últimos funcionam para aliviar as crises no momento em que acontecem. 

    “Vale destacar ainda que, no caso específico da asma, há dois tipos de pacientes: aqueles em que as crises se iniciam cerca de 48h após o contato com os alérgenos, e aqueles em que as crises se estabelecem imediatamente após o contato com os agentes irritantes. Neste último caso, é importante que o paciente tenha cuidado redobrado, tendo sempre em mãos um medicamento de efeito imediato (as famosas ‘bombinhas de asma’)”, conclui Martinelli. 

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT):

    https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/

     

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes