AchèAchè
    search
    Título

    Quem tem calvície pode cortar cabelo à máquina?

    Uncategorized

    Por

    A forma mais comum de calvície é a alopecia androgenética. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é um problema relativamente comum na população e que pode afetar tanto os homens quanto as mulheres, sendo mais visível a partir dos 40 ou 50 anos de idade. Uma das dúvidas mais comuns a respeito do tema é se cortar cabelo com máquina pode piorar ou influenciar o quadro de alguma forma. Esclarecemos este questionamento para você. Confira!

    Cortar cabelo com máquina não piora calvície


    A dermatologista Kaliandra Cainelli, profissional associada à SBD, explica se a forma como o
    corte de cabelo é feito gera algum efeito sobre a queda de cabelo excessiva: “O corte de cabelo não influencia na calvície. Ou seja, quem tem calvície pode cortar cabelo à máquina, não existe nenhuma contraindicação”. Raspar o cabelo com frequência também não é um problema. 

    De acordo com a especialista, cortar o cabelo com certa periodicidade é recomendado porque ajuda a melhorar a saúde dos fios: “O corte regular auxilia a manter os fios mais saudáveis, eliminando as pontas agredidas pelos fatores externos”. Entre esses fatores externos estão o vento, a umidade e a agressão causada pelos raios solares. 

    Calvície: alguns cuidados com os cabelos


    Embora a alopecia androgenética seja uma condição genética, alguns cuidados no dia a dia podem evitar uma piora na
    saúde capilar, diminuindo a queda de cabelo por outros motivos. “Pessoas com calvície devem manter os fios sempre limpos, evitando o acúmulo de resíduos e sebo no couro cabeludo e, assim, evitando o aparecimento de coceira e piora da dermatite seborreica (caspa), que aumenta a queda” recomenda Dra. Kaliandra.  

    A médica dá outras dicas: “Devem ainda visitar seu dermatologista regularmente para a manutenção adequada do tratamento contra a calvície. É importante também manter um estilo de vida saudável, evitar cigarro e manter uma dieta rica em proteínas, frutas e verduras, assim como aplicar filtro solar tanto no fio quanto no couro cabeludo já exposto. Usar proteção física, como bonés e chapéus, também está indicado”.

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD): https://www.sbd.org.br/dermatologia/cabelo/doencas-e-problemas/alopecia-androgenetica/25/ 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes