AchèAchè
    search
    Título

    Quando a cirurgia é de fato necessária em um tratamento contra endometriose?

    Uncategorized

    Por

    A endometriose, segundo o Ministério da Saúde, é uma doença que pode provoca cólicas, dores nas relações sexuais e até dificuldade para engravidar. O tratamento da doença se baseia em alguns procedimentos, o que inclui a cirurgia. Porém, esta é utilizada normalmente como a última opção, devido à complexidade e por não ser necessária em quadros leves. Antes de pensar em cirurgia, os especialistas tentam fazer um tratamento medicamentoso para amenizar os sintomas e controlar o quadro. 

    Tratamentos indicados antes da cirurgia


    “Antes da cirurgia, os tratamentos clínicos mais indicados são: indução de amenorreia, que é a parada da menstruação com uso de anticoncepcionais contínuos combinados ou de progesterona isolada contínua (pílula de progesterona,  implantes e até mesmo por DIU hormonal de progesterona); bloqueio do eixo hormonal e indução de menopausa transitória em casos mais resistentes, com análogos de gnRh (hormônio liberador de gonadotrofina)”, explica a ginecologista Fernanda Torras.

    A cirurgia contra endometriose, especialmente em casos mais graves, pode exigir a retirada dos ovários ou do útero, o que torna a mulher infértil. Por isso, normalmente é mais indicada para mulheres já inférteis ou que afirmam não ter desejo de ter filhos durante a vida. 

    Cirurgia da endometriose em casos mais brandos


    A cirurgia também pode ser feita em mulheres cujo quadro de endometriose não é considerado grave. Mesmo sem correr riscos e sem sentir
    dor ou qualquer tipo de incômodo que comprometa significativamente sua qualidade de vida, a paciente pode optar junto ao médico pela cirurgia em casos específicos, não necessariamente exigindo a retirada do útero e dos ovários. 
    Por exemplo, é possível que uma mulher com endometriose moderada sinta dor durante a penetração no ato sexual e esse seja o único incômodo decorrente da doença. Mesmo assim, ela pode recorrer à cirurgia caso os tratamentos com remédios não tenham resolvido o problema. Afinal, isso interfere também no bem estar e na qualidade de vida da paciente. 
    Dados do Ministério da Saúde: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/250_endometriose.html
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes