search
    Título

    Quais fatores determinam onde vão aparecer as feridas do herpes?

    Uncategorized

    Por

    herpes é uma doença que pode aparecer nas mais variadas partes do corpo, mas principalmente nos lábios e na região genital. Cada um desses locais é normalmente associado a um tipo de vírus específico da herpes simples. O HSV-1 tende a se manifestar nas infecções dos lábios, boca e face, enquanto o HSV-2 costuma ser transmitido pelo ato sexual.

    Sintomas do herpes também podem aparecer nas nádegas e no tronco


    “O herpes se localiza em terminações nervosas, que são o ‘raminho’ final de um nervo, e, geralmente, onde houve a porta de entrada (pequeno trauma) do vírus”, explica o dermatologista Murilo Drummond. Ainda segundo o médico, além dos lábios e da região genital a patologia pode aparecer, “em muito menor frequência, nas nádegas e na região do tronco”.

    Os sintomas mais comuns da herpes são bolhas, aftas e úlceras, mas também é possível que haja sensações prévias indicando o aparecimento dessas marcas. No caso, uma pessoa pode ter febre e sentir queimação ou formigamento nas áreas infectadas pouco antes das evidências da doença surgirem no corpo.

    Vírus do herpes não fica inativo, mas sim latente


    Apesar de quase nunca deixar sequela, é possível que o herpes venha a prejudicar permanentemente a pele, mesmo se o sintoma já tiver passado. “Algumas vezes ocorre uma mancha residual que pode ficar em definitivo”, aponta o profissional. Vale ressaltar que o vírus do herpes jamais fica inativo, mas sim latente.

    Justamente por ficar em estado latente é que o vírus pode se manifestar e “recuar” alternadamente em diferentes ocasiões. “Em qualquer momento, após um trauma físico (inclusive excesso de sol) ou psíquico ele pode reativar”, diz o médico. “O que vai definir tratar apenas nas crises ou fazer um tratamento profilático será o desconforto e o número de crises anuais”.

    Por isso, se a doença se manifestar três vezes ou mais por ano, o tratamento já pode ser profilático, ou seja, visando impedir as manifestações do herpes, não apenas quando o paciente já estiver em uma crise.

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes