search
Título

Por que o excesso de gases da digestão pode causar dor? O que, exatamente, está doendo?

Saúde Gastrointestinal
Sintomas

Por

A produção de gases digestivos em excesso resulta em dor abdominal pois este é o efeito natural gerado pelo acúmulo em um espaço incapaz de comportar mais do que o limite. Quando há mais gases que o normal no intestino, ele incha, indicando que aquela quantidade está acima da capacidade. Como consequência, surge a dor semelhante à cólica.
“Quando o ar fica preso nas curvas do intestino, é possível sentir cólicas ou dores em pontadas. Esta dor é comum no meio e na parte superior da barriga de cada lado. Às vezes a pontada aparece no tórax, podendo levar à confusão com um infarto do coração”, informa a gastroenterologista Amanda Bunchmann.

Tratamento do excesso de gases


A dor do excesso de gases é autolimitada, então melhora rapidamente
após a eliminação dos mesmos. Mesmo assim, ela pode ser ser aliviada por meio de alguns métodos. “Primeiramente, deve-se descobrir o fator gerador dos gases. Depois, adotar algumas posições que estimulam a eliminação dos gases e, por fim, fazer uso de medicamentos que dissolvem esses gases intestinais”, recomenda Amanda.
Tratamentos simples e caseiros também podem ajudar: uso de chás, adoção de dieta com alimentos ricos em fibras e muita ingestão de água, por exemplo. Caminhadas de cerca de 30 minutos também são indicadas, assim como comer devagar, pois fazer as refeições muito rápido resulta em engolir ar, o que também estimula a produção de gases.   

Alimentos que mais provocam gases


Deve-se evitar bebidas gaseificadas
e o consumo em excesso de alimentos ricos em carboidratos, além de leite e seus derivados. Leguminosas, como feijão, ervilha e lentilha; grãos integrais (arroz integral, farinha de aveia); ovos; e vegetais verdes, como repolho e brócolis, são alguns exemplos dos principais alimentos que mais favorecem a produção de gases.  
Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes