AchèAchè
    search
    Título

    Nova variante da COVID-19: Quais são as diferenças? Devo me preocupar?

    Uncategorized

    Por

    Uma nova variante da COVID-19 foi detectada e está em circulação no Brasil. É a BQ.1, uma subvariante da ômicron. A notícia traz algumas dúvidas sobre o seu potencial de transmissão e as diferenças entre as variantes já conhecidas. Afinal, quais são os sintomas? Como se proteger do vírus? Conversamos com a infectologista Flavia Cohen que respondeu as principais dúvidas sobre a nova variante da COVID-19. Confira!

    Nova variante COVID-19: entenda os sintomas e diferenças para as variantes anteriores

     

    Segundo a infectologista, a principal diferença da nova variante da COVID-19 para as anteriores é o seu comportamento menos agressivo no corpo: “Essa variante não tem causado uma inflamação sistêmica do organismo, o que é importante, já que é um sinal de que a maioria dos casos é mais leve e menos agressiva”.

    Os sintomas de COVID-19 com a nova variante são similares aos de uma gripe comum. “Na verdade, os sintomas são bem parecidos com de uma gripe normal, podendo surgir febre, dor de cabeça, dor de garganta e coriza”, explica Dra. Flavia. No entanto, assim como acontece com a própria gripe e com as demais variantes do coronavírus, os sintomas podem variar de intensidade em cada pessoa.

    Como se prevenir contra a nova variante da COVID-19: reforce o sistema imunológico

     

    Embora a nova variante da COVID-19 aja menos agressivamente no organismo, a prevenção é fundamental para diminuir as chances de infecção e transmissão do coronavírus. Dra. Flavia recomenda adotar hábitos que reforcem o sistema imunológico: “A prevenção deve ser feita da mesma maneira que se previne qualquer outra doença viral, ou seja, cuidando muito bem do sistema imunológico. Isso pode e deve ser feito por meio da prática de exercícios físicos, de uma boa alimentação, além de manter uma boa higiene das mãos”.

    A vacina contra a COVID-19 também é fundamental para a proteção coletiva contra o coronavírus e suas variantes. O Ministério da Saúde recomenda a imunização completa, com todas as doses de reforço da vacina contra COVID-19. O uso de máscaras em locais fechados e com grande circulação de pessoas, como no transporte público e em shoppings, também auxilia na prevenção contra a nova variante. 

    Estou com sintomas de COVID-19! E agora? Saiba o que fazer ao testar positivo para coronavírus

     

    Se você sente que pode estar com sintomas de COVID-19, o primeiro passo é fazer um teste para detectar a infecção. Em caso de resultado positivo, a infectologista recomenda os seguintes cuidados: “É importante manter o isolamento para não transmitir a doença para outras pessoas. Caso apresente os sintomas de uma maneira mais grave e se eles durarem mais de 5 dias, procure auxílio médico imediatamente”. 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes