AchèAchè
    search
    Título

    Mastologista: o que é? Qual é a diferença entre esse especialista e um ginecologista?

    Uncategorized

    Por

    Você sabe quando procurar um mastologista? Esse profissional tão importante para a saúde da mulher, assim como o médico ginecologista, precisa entrar na lista de check-up anual, principalmente após os 40 anos – idade recomendada para a realização da mamografia, exame que identifica o câncer de mama. Mas, o mastologista cuida de quê? Qual é a diferença entre essa especialidade e a Ginecologia? Entrevistamos o mastologista Gustavo Zucca-Matthes que esclareceu todas as dúvidas sobre o assunto.

    Mastologia: o que é essa especialidade? O que ela trata?

     

    “Mastologia é uma especialidade médica que estuda as doenças das mamas. É um ramo relativamente jovem, que nasceu no ano de 2002 no Brasil, e envolve uma área de intersecção entre especialidades, como a Ginecologia, Oncologia, Radiologia e a Cirurgia Plástica”, explicou o profissional.

    Qual é a diferença entre o mastologista e o ginecologista? Saiba quando procurar cada profissional

     

    A diferença é que o ginecologista é o especialista que trata dos problemas genitais da mulher de maneira geral. “Tanto os órgãos internos quanto externos, como útero, ovário, vulva e vagina. Antigamente, esse médico também abordava a saúde das mamas, mas com o nascimento da especialidade Mastologia, o profissional responsável pelo atendimento das doenças mamárias passou a ser o mastologista”, afirma Dr. Gustavo.
    É claro que o médico ginecologista também pode dar assistência ao tratamento de qualquer problema na mama, mas o profissional não vai ter a mesma profundidade de conhecimento sobre o assunto que um mastologista. 

    Quando procurar um mastologista? Entenda a importância de procurar esse médico

     

    Dr. Gustavo conta que muitas pessoas, por não saberem o que é Mastologia, deixam de incluir essa especialidade na rotina de cuidados com a saúde. O médico detalha a relevância dessa profissão: “O especialista oferece um conhecimento diferenciado à paciente que estiver com dúvidas relacionadas à glândula mamária. O mastologista não vai avaliar apenas a chance de um câncer de mama, vai também avaliar se existe uma má formação, se pode ajudar na parte estética do seio, de que forma ele pode contribuir com alguma medicação em relação à dor ou até mesmo ao tamanho das mamas”.
    De maneira geral, pode-se consultar um mastologista em qualquer idade, mas, normalmente, essa procura acontece a partir da adolescência, época da puberdade, quando acontece o desenvolvimento das mamas. Já a frequência das consultas vai depender do perfil de cada paciente: “Para quem está fazendo o acompanhamento sem nenhuma doença, o ideal é que a visita aconteça uma vez ao ano. Agora, caso a paciente tenha alguma alteração, essa frequência deve mudar a cada três ou seis meses”.

    Dica do mastologista: faça o autoexame de mama

     

    A principal recomendação dada por qualquer mastologista é de conhecer o seu corpo. “A paciente deve entender a sua mama desde a adolescência, fazendo o autoexame diariamente. Dessa forma, é possível identificar mudanças causadas pelas alterações hormonais, sendo o período pós-menstrual (de cinco a dez dias após a menstruação) o melhor para detecção de qualquer problema”, aconselha Dr. Gustavo. 

    Newsletter
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes