search
Título

Manteiga, óleo ou azeite: Qual é o mais indicado para quem está com colesterol acima do normal?

Cardiovascular
Sintomas

Por Dra. Janaina Koenen

27 de abril de 2017

Nos últimos 40 anos, as recomendações nutricionais, de acordo com a endocrinologista Janaina Koenen, diziam para evitar o consumo de manteiga e derivados do leite, ricos em gordura, tanto para manter o controle dos níveis de colesterol quanto para melhorar a saúde do corpo como um todo. Na lista de produtos indicados apareciam o azeite de oliva e óleos vegetais. Contudo, segundo a especialista, estudos realizados nos últimos cinco anos alteraram algumas dessas recomendações e mostraram benefícios e malefícios dessas substâncias.

Gorduras insaturadas são mais indicadas para controlar colesterol

A médica explica que, para quem precisa ficar de olho nos índices de colesterol, atualmente recomenda-se o equilíbrio entre o consumo de gorduras, “privilegiando alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas, como abacate, e poliinsaturadas, como o azeite, mas sem ter medo da gordura saturada, principalmente se tratando de derivados gordos do leite, como queijos e coalhada com leite integral”.

A manteiga é rica em gordura saturada e neutra em relação a riscos cardiovasculares, segundo Janaina. Já os óleos vegetais, produzidos a partir da soja, do milho, da canola e do girassol, abaixam o colesterol ruim e são ricos em ômega 6, mas são pró-inflamatórios e alguns estudos apontam para um aumento das chances de infarto.

Azeite ajuda a proteger o coração

Entre as três opções, o azeite de oliva extravirgem é o melhor. “Protege o coração e reduz o risco cardiovascular. A dieta do mediterrâneo comprovadamente protege o coração e isso ocorre, em parte, devido ao uso do azeite em quase tudo, inclusive, para cozinhar”, afirma a endocrinologista. No entanto, o produto não pode ser utilizado para fritar em altas temperaturas e, por isso, é uma excelente opção para ser colocado no final do cozimento.

A médica aconselha considerar outras opções de gorduras para cozinhar, como banha de porco artesanal e óleo de coco, que toleram altas temperaturas. Janaína recomenda também reduzir o consumo de carboidratos, óleos vegetais e manteigas, dando preferência ao azeite de oliva extravirgem de boa qualidade. E também é sempre importante lembrar: não deixe de se consultar com um especialista para avaliar os níveis de colesterol de maneira completa e receber as recomendações específicas para seu organismo.

Foto: Shutterstock

Newsletter
Tags
alimentação
colesterol alto
coração
gorduras insaturadas
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes