Confira 9 dicas para ajudar a cuidar da saúde do seu pai


  • +A
  • -A

A relação entre pai e filho é recheada de proteção e ensinamentos. Se no início, ainda indefeso e frágil, o filho é amparado pelo pai e recebe aprendizados para toda a vida. Com o passar dos anos, o filho, já mais maduro e responsável, também ganha a tarefa de repassar ao progenitor tudo que recebeu dele um dia. Os papeis se invertem nessa relação. E nada melhor que começar pela saúde. Existem inúmeras formas de contribuir para o bem-estar do homem mais importante de sua vida. Com a ajuda da Dra. Selma Merenlender, listamos 9 dicas que vão te ajudar!

1) Check-up médico – Qual pai nunca recomendou ao filho uma visita ao médico e, muitas vezes, ele negligenciou o conselho? Acontece que jovens não acreditam tanto que precisam desse cuidado. Entretanto, chega uma fase da vida que essa tarefa é inevitável: “Um check-up médico global é importante a partir dos 50 anos de idade, se não for um atleta regular. Senão os exames devem ser feitos a partir dos 40, todos os anos, até os 55. Após isso, apenas conforme a necessidade”, diz a médica.

2) Caminhada – Se o seu pai não é do tipo atleta ou aventureiro, sugerir uma caminhada como atividade física na rotina já ajuda muito. “Caminhar aumenta a capacidade vital respiratória, é uma excelente atividade cardiovascular que causa aumento do impacto sobre os ossos longos dos membros inferiores e, consequentemente, a diminuição do risco de osteoporose”, indica a Dra. Selma. Lembrando que quando realizada ao ar livre, a atividade ainda propicia a exposição solar que ativa a vitamina D.

3) Reeducação alimentar –  Aqui vale acompanhar seu pai a uma consulta com um nutricionista para avaliar as condições de saúde e propor o melhor caminho. Mas a profissional já adianta algumas dicas. “Deve-se começar com a ideia de que uma refeição tem que ser colorida. Um prato monocromático tende a ter os alimentos de uma mesma categoria. Depois a dieta será adequada às necessidades nutricionais, de acordo com os problemas clínicos apresentados: diabetes, hipertensão, doença renal, aumento de lipídeos sanguíneos, etc”.

4) Exame de próstata – Dra. Selma faz um alerta: se existe um histórico familiar de casos de câncer de próstata, recomenda-se uma visita ao urologista a partir dos 40 anos. “Caso contrário, a partir dos 50 anos. O urologista irá avaliar quais os exames serão individualmente indicados”.

5) Saúde bucal Quanto tempo seu pai não vai ao dentista? Essa consulta deve ser feita, em média, de 6 em 6 meses. “Homens têm uma rotina escovatória dental menos intensa e cuidadosa que as mulheres, usam menos enxaguante, o que resulta em aumento de incidência de cáries, gengivite e tártaro, levando a uma aceleração da perda dentária”, comenta a médica. Dê mais motivos para seu pai sorrir à toa.

6) Lazer em família – O lazer funciona como um momento de recompensa para o cérebro muito ativo, aumentando a liberação de serotonina, que além do prazer imediato, aumenta a longevidade. “Ter esse momento com a família ajuda mais ainda a sensação de gratificação e fortalece a ideia de perpetuação da geração. É sempre importante a percepção que estamos contribuindo de alguma forma para um mundo melhor”, destaca Merenlender.

7) Cuidados com a beleza – Homens também devem ter cuidado com a beleza, incluindo a pele, cabelo e unhas. “Há necessidade do uso de filtro solar na face e áreas expostas diariamente, não somente pela finalidade estética como também para evitar o câncer de pele”, indica Selma.  Quanto às unhas, mantê-las cortadas sempre. O filho pode tirar aquela tarde de domingo com seu pai e fazer esse gesto de carinho por ele.

8) Novos hobbies – A apresentação de hobbies diferentes são sempre uma oportunidade de engajar uma atividade em comum com as novas gerações. Um filho que ajuda o pai a aprender uma nova atividade, além de fazer bem para a saúde, vai reforçar ainda mais a relação entre eles. Que tal ensinar seu pai a lidar com tecnologias modernas encontradas em smartphones e computadores, por exemplo? Mas a profissional reforça um ponto. “Os filhos precisam ter muita paciência e compreensão para explicar os princípios básicos”.

9) Tenha paciência – Com o passar dos anos, os pais já não têm aquele vigor e disposição de antes. Muitas vezes isso requer dos filhos paciência em certas situações do dia a dia. “A melhor atitude é os netos verem os filhos tratarem bem e com respeito os avós. Os humanos tendem a reproduzir padrões de comportamento que lhe são familiares. Assim, irão tratar os pais idosos da mesma maneira que viram os seus pais tratar os seus avós”, finaliza a médica.

Dra. Selma da Costa Silva Merenlender é reumatologista e diretora do Centro Multidisciplinar Fluminense. CRM 5248425-2

TAGS
cardiovascular
obesidade
pele
pressao-alta
vitamina-d

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Confira 9 dicas para ajudar a cuidar da saúde do seu pai"

paulina rosa chazan

Parabéns pelo texto escrito,eu sou fã desde programa e faço parte dele já anos vou passar estas dicas p os amigos.abraços

Selma Merenlender

Obrigada Paulina, em nossa paginado Centro Multidisiciplinar Fluminense no Facebook voce pode acessar outros temas interessantes sobre a saúde.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.