Por que a exposição excessiva ao sol pode reduzir as defesas do organismo?


  • +A
  • -A

Muita gente não sabe, mas a exposição excessiva ao sol, além de não ser saudável para a pele, pode ser responsável por uma queda da imunidade do nosso corpo. É sobre esse inimigo íntimo, mas ao mesmo tempo desconhecido, que vamos nos informar melhor a partir de agora.

A exposição em excesso de uma pessoa aos raios solares pode reduzir a atividade ou eficiência do sistema imunológico, no entanto, os mecanismos pelos quais isso ocorre ainda não estão totalmente definidos. “De forma geral, os raios ultravioleta (UV) causam dano ao DNA, o que leva à liberação de citocinas (moléculas envolvidas na resposta imune) específicas que vão modular a resposta imunológica e levar a uma cascata de eventos, levando à imunossupressão”, explica a imunologista Érica Azevedo.

Mas como saber se estamos passando do limite e deixando nossas barreiras de proteção abaladas? Isso é possível de várias maneiras e de forma individual. “O machucado e a ardência na pele refletem o excesso de sol. Não aplicar protetor solar nos horários de pico também indica um excesso”, aponta a também imunologista Ana Paula Moschione Castro, que ainda lembra existem pessoas que apresentam uma maior suscetibilidade às lesões do sol e que há doenças específicas que pioram com a exposição solar, caracterizando a fotosensibilização.

Uma doença que tem estreita relação com a exposição solar e a baixa imunidade é o herpes, que tem sua incidência aumentada na época do verão. “O aparecimento do herpes se dá pela facilitação da proliferação e pela queda dos mecanismos de defesa, resultado da exposição dos raios ultravioletas”, justifica a Dra. Ana Paula.

Fugindo dos danos do sol

Vimos acima que ficar muito tempo exposto à radiação ultravioleta não é uma boa ideia, já que isso pode interferir nas defesas no nosso corpo. Para fugir de tais danos, devemos seguir uma cartilha de recomendações médicas, “como evitar o sol entre 10h e 14h, utilizar o protetor solar e procurar sempre a sombra (que reduz em 25% a radiação UV)”, aponta a Dra. Érica.

Vale lembrar que o sol é importante para a saúde. A exposição solar é essencial para a produção de vitamina D, que tem inúmeras funções, não apenas no sistema imunológico, como também em diversos outros sistemas do organismo.

Dra. Ana Paula Maschione Castro é pediatra, alergista, imunologista, graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai). CRM: 69.748

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Érica Azevedo

Dra. Érica Azevedo

Alergia e Imunologia

CRM: 52-83907-8 / RJ

TAGS
herpes
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Por que a exposição excessiva ao sol pode reduzir as defesas do organismo?"

Simone

Achei bem legal essa matéria, tenho rinusinuzite e não sei se por coincidência mas parece que depois que comecei a trabalhar como Agente Comunitário de Saúde minhas crises aumentaram a frequência e o grau de inflamação também, até uma asma de infância voltou kk

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.