Quais as principais diferenças entre a asma e a DPOC?

  • +A
  • -A

Respiração difícil, falta de ar, tosse e chiado no peito são sintomas comuns de quem tem asma, certo? Sim, mas esses mesmos fatores também indicam outra doença: a DPOC, doença pulmonar obstrutiva crônica. “A diferença entre elas está na sua origem, na forma como elas agem no organismo e no tratamento”, explica o pneumologista Marcelo Magalhães Pegado, que listou as principais diferenças entre as doenças, facilmente confundidas devido aos sintomas parecidos. Confira!

1) A época em que surge a doença
Apesar dos sintomas serem quase idênticos, a principal diferença se dá na época em que eles aparecem e, consequentemente, em sua origem. “Enquanto a asma é hereditária e costuma aparecer na infância, é necessário anos e anos inalando fumaça para que alguém desenvolva a DPOC. Por isso, esta última costuma surgir em consequência do tabagismo e após os 50/60 anos de idade, principalmente”, explica.

2) O controle das doenças

Ambas as doenças não têm cura, no entanto, o tratamento da asma confere um controle quase que absoluto de todos os sintomas, enquanto que a DPOC é uma doença progressiva e mais complicada mesmo com o uso de medicamentos específicos. ”Por isso, a principal recomendação após o diagnóstico é parar de fumar e iniciar um estilo de vida saudável”, afirma.

3) O uso das famosas ‘bombinhas’ de ar

As famosas bombinhas de inalação, com efeito broncodilatador, é indicado para casos de asma para desobstruir o fluxo aéreo. “No entanto, nem todos os casos de pacientes com DPOC eu indico o uso, sendo o principal cuidado a descontinuação do fumo, a prática de exercícios físicos e uma alimentação saudável”, aponta o médico.

4) A prevenção

Diferentemente da asma, que é hereditária e não tem como prevenir, a DPOC tem fácil prevenção. “Não fume! É simples e fácil. Se você não fumar e não for fumante passivo, a chance de desenvolver DPOC é quase nula”, conclui o médico.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Marcelo Magalhães Pegado

Dr. Marcelo Magalhães Pegado

Pneumologia

CRM: 52-282924 / RJ

TAGS
asma
dpoc

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "Quais as principais diferenças entre a asma e a DPOC?"

HELENA MARTA CARVALHO

Minha mãe tem 83 anos tem DPOC devido uma deformação da colunaela não é fumante.

rosana

Como proceder com um paciente com crise de asma

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rosana, os dispositivos inaladores são fundamentais para o tratamento da asma, pois eles permitem a administração de medicações importantes para o controle da doença, como os corticoides, permitindo que o paciente reduza a quantidade e intensidade das crises. Sem isso, o paciente pode ter crises graves, frequentes e de difícil recuperação. É muito importante buscar ajuda médica com o pneumologista para que ele possa indicar o tratamento mais adequado para o paciente. Até logo.

VIVIEN GONZAGA

Tenho 58 anos e parei de fumar há 8 anos. Sempre considerei que tinha asma, como muitos membros da minha família materna. No entanto, sempre ouço dizer que a asma acomete pessoas mais jovens. É possível que o que tenho seja uma DPOC? Uma pode se transformar em outra?

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.