Como funciona o tratamento para a síndrome do pânico?


  • +A
  • -A

A síndrome do pânico, também conhecida como transtorno do pânico, é um distúrbio psiquiátrico que causa medo e desespero extremos, durante crises que costumam durar entre 10 e 20 minutos. São momentos delicados para os pacientes, que acreditam verdadeiramente que podem morrer ou enlouquecer, mesmo sem qualquer perigo.

Causas ainda não explicadas completamente

As causas para o surgimento da síndrome ainda não foram totalmente esclarecidas, mas a comunidade médica acredita que há influência da genética, de aspectos ambientais e do uso de álcool, drogas e certos medicamentos. “A maioria das pessoas relata estímulos capazes de desencadear o problema meses antes de seu primeiro ataque de pânico, como uso de drogas ilícitas como a maconha, doenças ou morte na família”, afirma o psiquiatra Marcelo Calcagno Reinhardt.

Durante um ataque de pânico, o indivíduo pode sentir mais de um sintoma. Entre os mais recorrentes estão taquicardia, sudorese, tremores, náuseas, falta de ar e dor no peito. Sensação de dormência e de desmaio iminente, ondas de calor ou de frio e sensação de medo e de morte iminente são outros sintomas principais.

Como funciona o tratamento

O maior objetivo do tratamento do transtorno é minimizar a ocorrência de crises e sua intensidade. “Os sintomas podem ser controlados, mas são necessários terapia, principalmente a cognitivo-comportamental, medicações e exercícios físicos”, disse Reinhardt. Os métodos atualmente utilizados têm se mostrado eficazes no combate à síndrome.

O que vai definir o tipo de tratamento ou ainda o uso combinado de medicamentos e da terapia é a gravidade do transtorno. A terapia cognitivo-comportamental expõe gradativamente o paciente a situações de pânico até que a situação seja enfrentada sem problemas. Em relação à medicação, são utilizados antidepressivos e, por vezes, os ansiolíticos.

 

Marcelo Calcagno Reinhardt é psiquiatra, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e atua em Florianópolis. CRM-SC: 10573

TAGS
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Como funciona o tratamento para a síndrome do pânico?"

Alexsandro Andrade Lima

Tenho síndrome do pânico…sofro muito com isso…

Rosangela vieira

Eu ja tive panico ha dois anos atrás. …depois disso, as vezes quando estou anciosa sinto um certo medo do nada.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.