O envelhecimento facial pode alterar a sensibilidade da pele?


  • +A
  • -A

Com o passar dos anos, é natural que a pele perca um pouco de sua elasticidade e mude sua tonalidade. Essas mudanças fazem parte do processo de envelhecimento do corpo e que fica mais evidente na pele da face. Nessa região, qualquer pessoa está sujeita a uma maior sensibilidade da pele diante dos efeitos do sol, do frio e até de algumas substâncias.

Mais sensível, pele envelhecida fica mais sujeita a irritações e alergias


“O envelhecimento da pele determina uma redução na síntese de lipídios, tornando-a mais ressecada e desidratada e facilitando a ocorrência de irritações e alergias”, afirma a dermatologista Kaliandra Cainelli. Os lipídios são moléculas importantes, por exemplo, para manter a pele protegida e hidratada.

Essa maior sensibilidade não é, no entanto, a única consequência do envelhecimento da pele do rosto. “O envelhecimento facial determina que a pele fique mais áspera, com mais manchas e com menos capacidade de cicatrização”, diz a médica. Com maior sensibilidade e menor cicatrização, qualquer tratamento de um problema de pele será mais demorado.

Como deixar a pele jovem por mais tempo?


A melhor opção é tentar reduzir a velocidade do envelhecimento facial. “O envelhecimento pode ser retardado por meio do controle dos fatores externos que influenciam o nosso envelhecimento, já que os fatores internos são determinados biologicamente e não podemos modificá-los”, explica Kaliandra.

Entre as medidas citadas pela especialista estão o uso do filtro solar diariamente, evitando a exposição solar entre 10 e 16 horas, a interrupção do fumo do cigarro, o controle do estresse e a prática de atividades físicas. Na alimentação, o destaque vai para frutas, verduras e alimentos com vitamina E, deixando de lado os açúcares. Com a recomendação de um dermatologista, o paciente pode recorrer também à vitamina C, ao ácido retinoico e outros tipos de tratamentos disponíveis.

Dra. Kaliandra Cainelli é dermatologista graduada pela Unirio, é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e atende no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 80153-4 – Site oficial

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "O envelhecimento facial pode alterar a sensibilidade da pele?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.