Mulher que prioriza a si mesma envelhece feliz e com saúde


  • +A
  • -A

Em pleno século XXI, é impossível pensar em um mundo sem a forte presença feminina. Líderes políticas, empresárias, cantoras, atrizes, médicas, engenheiras, jornalistas, publicitárias, cientistas, atletas. Para cada uma destas áreas, apenas para citar algumas, não faltam nomes de mulheres que se destacam em seus respectivos meios. E para conquistar tantas vitórias e abrir um espaço decisivo no mercado de trabalho, uma boa dose de abnegação foi necessária.

Com a necessidade de conciliar as atividades de mãe, de esposa e de dona de casa com a vida profissional, muitas vezes é a saúde da mulher que acaba sendo deixada de lado. No entanto, quando ela se avança na idade, e geralmente os filhos já estão crescidos e a carreira já está estabelecida, chega a hora de rever conceitos e adotar hábitos mais saudáveis para que o envelhecimento seja um momento de realizações e não um pesado fardo, como comenta a antropóloga Mirian Goldenberg. “A mulher que passa a focar em si mesma envelhece com mais saúde e naturalidade, inclusive, afirmando ter atingido a melhor fase da vida, e que, enfim, pode ser ela mesma sem se preocupar”.

Mas para que seja possível aproveitar essa fase em toda a sua plenitude e ainda ter a possibilidade de se movimentar e se deslocar com muito mais vigor, energia e força física, é preciso que o corpo e a mente estejam saudáveis e em equilíbrio. É essencial que a mulher entenda a importância de se cuidar preventivamente, e compreender como o papel de algumas substâncias como cálcio e a vitamina D fazem parte disso. Praticar exercícios físicos ao ar livre, em contato com o sol, para auxiliar a síntese de vitamina D e manter uma dieta saudável e balanceada com alto nível de cálcio irá fazer a diferença no futuro, garantindo mobilidade e liberdade à mulher. Juntos, o cálcio e a vitamina D atuam na prevenção da perda de massa óssea. No entanto, ainda que a pessoa leve uma vida extremamente saudável, adquirir as quantidades diárias necessárias de vitamina D e cálcio pode não ser tão fácil.

De acordo com o estudo Brazos (Brazilian Osteoporosis Study), 99% da população brasileira ingere apenas 1/3 de cálcio por dia, ou seja, bem menos dos 1,2g, que é o recomendado. Além disso, segundo o IOF (International Osteoporosis Foundation), uma em cada três mulheres com mais de 50 anos no mundo sofrerá uma fratura osteoporótica. Já com relação à vitamina D, segundo estatísticas, mais de 1 bilhão de pessoas no mundo tem deficiência da substância.

O sol é a principal fonte de vitamina D, mas, com a rotina moderna e agitada da mulher, está cada vez mais difícil ter contato com a natureza. Além disso, para se obter a quantidade recomendada de vitamina D para mulheres nessa fase da vida deve-se levar em consideração fatores como horário de exposição solar, tamanho da área exposta, tipo de pele, período do ano, local de habitação e o processo de envelhecimento da pele. Vale ressaltar que, na faixa etária de 50 a 60 anos, segundo as principais sociedades médicas, a ingestão da vitamina recomendada é de 600 UI (unidade Internacional). E acima de 70 anos, é de 800 UI.

Full length of cheerful women in yoga classCom relação ao cálcio, não é tão fácil alcançar os níveis do mineral todos os dias. Isso porque, pode ser difícil de consumir diariamente e em quantidades adequadas os alimentos que irão contribuir para a saúde óssea. “A ingestão adequada de cálcio, para um adulto, é de 1000 mg por dia. Idealmente a melhor absorção de cálcio acontece quando são ingeridas doses  fracionadas. A quantidade de até 500 mg de cálcio, com intervalo mínimo de quatro horas entre uma dose e outra, é a melhor forma de garantir a absorção do mineral. Para algumas pessoas a  suplementação é uma aliada, que pode auxiliar  na prevenção de algumas doenças, como a osteoporose”, destaca a gerente médica da unidade MIP Aché, Dra. Talita Poli Biason.
É interessante então analisar a possibilidade de suplementar essas substâncias todos os dias, a fim de atingir os níveis adequados de vitamina D e cálcio, quando a ingestão pela alimentação não é possível. Suplementos com tecnologia de dissolução de cálcio diferenciada, em formato de tabletes mastigáveis e com sabores atrativos, como chocolate ou caramelo, facilitam a ingestão do mineral. Além disso, sua tecnologia apresenta 93% de dissolução de cálcio em 60 minutos, contra apenas 10% dos comprimidos tradicionais de carbonato de cálcio.

Vale ressaltar que a autonomia feminina está ligada diretamente à saúde, sendo assim traçar um planejamento que estabeleça objetivos pessoais colabora para alcançar o máximo de bem-estar naquela que deve ser a melhor fase da vida. No entanto, estes objetivos precisam ser determinados antes da chegada da terceira idade, como a dedicação a atividades que estimulem o corpo e a mente de forma conjunta. Assim, é possível encarar a idade com naturalidade e com a consciência de que ela também deve ser sinônimo de liberdade e autorrealização. “O cuidado com a saúde, como um todo, pode ser responsável por uma maior expectativa de vida, sobretudo, uma melhor qualidade de vida”, finaliza a médica.

 

inellare

Sobre o Inellare

Inellare é um tablete mastigável, que suplementa as quantidades de cálcio e vitamina D do organismo. O suplemento alimentar tem uma versão sem açúcar sabor chocolate, disponível em embalagens com 30 ou 60 tabletes mastigáveis, assim como as versões originais do produto, que são oferecidas nos sabores chocolate e caramelo. A tecnologia exclusiva de Inellare melhora expressivamente a dissolução do cálcio pelo organismo e, junto com a vitamina D, garante maior liberação de cálcio para o organismo, com efeitos colaterais reduzidos.

www.facebook.com/inellare

TAGS
diabetes
ossos
osteoporose
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Mulher que prioriza a si mesma envelhece feliz e com saúde"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.