Como é feito o tratamento de varizes na gravidez?


  • +A
  • -A

A gravidez é uma fase especial e delicada da vida das mulheres. As precauções com a saúde são fundamentais para uma gestação saudável e já pensando no futuro do bebê. Os cuidados são acompanhados de perto, é claro, por médicos, e um deles, é com o surgimento de varizes neste período. As varizes são comuns em mulheres durante a gravidez por questões hormonais e alterações do sistema circulatório.

Surgimento das varizes

O angiologista Carlos Peixoto explica por que o aparecimento dos vasos sanguíneos dilatados são comuns durante a gravidez: “O sobrepeso, o sedentarismo e o não uso de meias elásticas são fatores de risco que acabam por corroborar a presença da doença neste período”. O Dr. Breno Caiafa, também angiologista, afirma que, a partir do sexto mês, os sinais podem ficar em evidência: “Conforme a gravidez evolui, ocorre o aumento do tamanho do útero, comprimindo as veias abdominais e pélvicas, dificultando o retorno venoso. O peso da barriga e do bebê também influenciam no desenvolvimento de varizes. Portanto, é no último trimestre que o edema e sintomas são mais frequentes.”

Os cuidados durante o tratamento

As grávidas precisam adotar algumas medidas comportamentais durante o período para o tratamento das varizes e devem ser acompanhadas por um médico para que, caso seja  necessário, se faça o uso de medicamentos orais prescritos: “O tratamento limita-se a medidas gerais como controle do peso, cuidados posturais, evitar longos períodos em pé, elevar os membros inferiores, deitar sobre o lado esquerdo do corpo, usar sapatos de salto com 3 a 4cm e realizar atividades físicas”, aponta o Dr. Breno Caiafa. Providências complementares podem ser necessárias, como a utilização de meias elásticas de compressão, que evitam o inchaço, facilitando o retorno venoso, drenagem linfática e massagem com cremes flebotônicos relaxantes.

Ainda segundo Breno Caiafa, a prática de exercícios, de menor impacto, também é uma ótima aliada, já que colabora para o retorno venoso, estimula a circulação sanguínea e ainda ajuda a controlar o peso: “Caminhadas em ritmo acelerado, hidroginástica, pilates, natação, entre outros, são indicados. O ginecologista é o médico que centraliza essas orientações e os angiologistas ajudam no acompanhamento.”

O pós-gravidez

Depois do nascimento do bebê, as varizes, se existentes, tendem a regredir. Isso acontece devido à diminuição gradativa das alterações hormonais e circulatórias. “Muitas das veias dilatadas retornam ao seu tamanho original e os sintomas regridem. As varizes residuais podem ser tratadas, geralmente, após três meses após o parto”, explica Caiafa.


Dr. Breno Caiafa, angiologista e cirurgião vascular, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV-RJ). CRM 565568-RJ

Dr. Carlos Peixoto é angiologista e presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV-RJ). CRM 52509860-RJ

TAGS
circulacao
gravidez
varizes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Como é feito o tratamento de varizes na gravidez?"

Marcelo

Minha esposa passou a gravidez tranquila mais quando o bebê nasceu uma semana depois seus pés incharam absurdamente coisa que não tinha acontecido no período gestacional pk isso?

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.