AchèAchè
    search
    Título

    Um quadro de hipertensão pode provocar o surgimento de outras condições cardiovasculares?

    Uncategorized

    Por

    A hipertensão, também conhecida como pressão alta, é uma das doenças que mais afeta a população brasileira, com 90% dos quadros sendo herdados dos pais, segundo dados do Ministério da Saúde. Essa enfermidade é capaz de desencadear diversas complicações de ordem cardiovascular, como infarto e AVC, por exemplo, podendo também afetar rins e olhos.

     

    Principais complicações de um quadro de hipertensão


    “Um
    quadro de hipertensão crônica descontrolada ou sem acompanhamento pode acarretar no surgimento de outras doenças, como infarto agudo do miocárdio, acidente vascular encefálico ou AVC, doenças renais, oftalmológicas, dentre outras. É importante ressaltar que a hipertensão na gravidez também deve ser sempre acompanhada de perto pelo obstetra e cardiologista”, informa o cardiologista Gabriel Dotta.

     

    Segundo o especialista, um quadro de hipertensão isolada em momentos específicos – como por exemplo, aferição da pressão arterial na vigência de dor, ansiedade, atividade física e bexiga cheia – não representa problema, pois pode ser uma resposta fisiológica do organismo. O perigo está na hipertensão arterial que se mantém com o passar dos anos sem controle terapêutico. 

     

    Estilo de vida saudável é imperativo para pacientes com pressão alta


    De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 30 milhões de pessoas sofrem de hipertensão arterial no Brasil, o que significa que é uma doença muito comum. O problema representa um risco à saúde, requer acompanhamento médico e mudança de hábitos na direção de uma vida mais sadia. Pessoas que fumam, consomem bebida alcoólica em excesso, são sedentárias e não têm controle da diabetes contam com chance aumentada de desenvolverem hipertensão.

     

    Portanto, para diminuir as chances de desenvolver a doença ou controlar o problema, é crucial que o indivíduo adote um estilo de vida saudável, sem excessos, com prática regular de atividade física, alimentação nutritiva, com baixo consumo de sal, gordura e fritura, além de baixo nível de estresse. Os pacientes diagnosticados com o problema devem adotar também o tratamento medicamentoso para melhor controle do quadro.   

     

    Dados do Ministério da Saúde:

    https://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2080-hipertensao

     

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes