AchèAchè
    search
    Título

    Tricomoníase tem cura: Saiba mais sobre esta Infecção Genital

    Uncategorized

    Por

    16 de outubro de 2023

    A tricomoníase é uma infecção genital causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis, sendo considerada uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns no mundo. Muitas pessoas se perguntam se essa infecção tem cura, e a resposta é sim! Felizmente, a tricomoníase pode ser tratada e erradicada com o devido acompanhamento médico e o uso adequado de medicamentos.

    O que é a tricomoníase?

    A tricomoníase é uma doença que afeta principalmente mulheres, mas também pode ocorrer em homens. É transmitida principalmente por meio de relações sexuais desprotegidas com uma pessoa infectada. O parasita Trichomonas vaginalis se aloja na vagina, uretra e outras partes do sistema geniturinário, causando irritação e inflamação nessas regiões.

    Sintomas da tricomoníase: Como identificá-la?

    Os sintomas da tricomoníase podem variar e, em alguns casos, a infecção pode ser assintomática. Entretanto, quando os sintomas estão presentes, podem incluir:

    • Corrimento vaginal amarelado ou esverdeado;

     

    • Odor desagradável, coceira;

     

    • Dor ao urinar;

     

    • Irritação vulvar.

    Nas mulheres, os sintomas podem ser mais intensos durante ou após a menstruação.

    Diagnóstico e exames: A importância do diagnóstico precoce

    O diagnóstico da tricomoníase é realizado por meio de exames clínicos e laboratoriais. O médico ginecologista poderá coletar uma amostra da secreção vaginal para identificar o parasita Trichomonas vaginalis sob o microscópio ou realizar exames mais específicos, como o PCR. O Papanicolau também pode auxiliar na identificação da infecção.

    Tricomoníase tem cura?

    Após o diagnóstico confirmado, o tratamento adequado é fundamental para a cura da tricomoníase. O médico prescreverá medicamentos específicos, geralmente derivados do imidazol, como o metronidazol, tinidazol ou secnidazol. O tratamento pode variar em duração e forma de administração, podendo ser em dose única oral ou em algumas doses diárias.

    Tratamento do parceiro sexual: Evitando a reinfecção

    Para garantir a eficácia do tratamento e evitar a reinfecção, é importante que o parceiro sexual também seja tratado. A abstinência sexual durante o tratamento é recomendada para ambos os parceiros.

    Prevenção: A importância do uso de preservativo

    A melhor forma de prevenir a tricomoníase e outras infecções doenças sexualmente transmissíveis é o uso consistente e correto de preservativos em todas as relações sexuais. Evitar comportamentos sexuais de risco, como ter múltiplos parceiros sexuais sem proteção, também é fundamental para reduzir o risco de infecções.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes