AchèAchè
    search
    Título

    Tratamentos para dengue: Existem? Que atitudes podem ajudar?

    Dengue e Febre amarela

    Por

    A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Em 2022, ela foi responsável por mais de 1000 mortes no Brasil, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Por esse e outros motivos se torna tão importante consumir informação e prevenir a circulação do vírus. 

    Mas para aqueles que já estão com a doença, vem a seguinte dúvida: existe tratamento para a dengue? O Cuidados Pela Vida entrevistou o médico de família, Adriano Brandão, que esclareceu o assunto e detalhou quais atitudes podem ajudar a tratar e a combater a dengue.

    O que é dengue?


    A dengue é uma doença viral que se manifesta por meio de sintomas como febre, rash cutâneo (manchas avermelhadas na pele),
    dor muscular e nas articulações. Em geral, a doença apresenta um curso benigno, porém, em alguns casos, pode evoluir para uma forma grave e apresentar complicações sérias.

    Como se pega a dengue?


    O vírus da dengue é transmitido através da picada do mosquito Aedes aegypti. “Em períodos de chuva, há um aumento de reservatórios de água parada, o que favorece a reprodução do mosquito transmissor. Esse crescimento da população de mosquitos pode levar a um rápido aumento nos casos de dengue, o que é conhecido como surto da doença”, afirma o médico.

    Quais os tipos de dengue?


    A dengue é causada por quatro sorotipos diferentes do vírus: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. “É importante destacar que a imunidade específica para o vírus não é cruzada, o que significa que quem já teve dengue por um sorotipo, não estará imune aos outros e pode ser infectado novamente. Além disso, a cada infecção por dengue, a resposta inflamatória do organismo à doença tende a ser mais intensa, aumentando o risco de complicações”, alerta o especialista em saúde.

    Existem diferentes formas clínicas da dengue, que podem ser assintomáticas, leves, moderadas ou graves, incluindo quadros fatais. As formas mais comuns são a dengue clássica e a febre hemorrágica da dengue. No entanto, qualquer condição da doença pode evoluir para um quadro grave. Por isso, é fundamental estar atento aos sinais de alarme, como dor abdominal, vômitos incessantes, pressão baixa, letargia, sangramento e alterações nos exames de sangue.

    Existem tratamentos para a dengue? Conheça as opções e medidas


    Dr. Brandão revela que existe tratamento para a dengue e que ele começa com o simples hábito de hidratar o organismo: “Apesar de a dengue ser uma doença autolimitada, é fundamental centrar o tratamento na hidratação, além do alívio dos sintomas. A depender do estado do paciente, essa hidratação pode ser feita via oral em casa, ou endovenosa em pronto-atendimento ou até mesmo em hospitais caso o paciente requeira avaliações sucessivas. Mesmo os pacientes mais estáveis, devem ser monitorados clinicamente com frequência.

    Para controlar os sintomas da dengue, é recomendado o uso de medicamentos analgésicos, para náuseas e vômitos. Entretanto, é essencial que medidas coletivas também sejam tomadas para prevenir a proliferação do mosquito transmissor da doença, o  Aedes aegypti

    É fundamental que haja uma política de educação da comunidade, visando conscientizar e informar sobre a importância de evitar a presença de água parada em locais que possam servir de criadouro para o mosquito, além de outras medidas de prevenção. O engajamento de todos é fundamental para o controle efetivo da dengue.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes