search
    Título

    Que tipo de alimentação ajuda no fortalecimento das unhas?

    Pele e Beleza

    Por Central Saudável Saber

    18 de março de 2018

    As unhas, também conhecidas de lâmina ungueal, são formadas por uma proteína chamada queratina. São placas duras que se formam com o objetivo de proteger a ponta dos dedos. Apresentam um crescimento médio de 2-3mm por mês.

    As queixas de unhas fracas e/ou quebradiças são bastante comuns, principalmente entre as mulheres, e as principais causas são deficiência de nutrientes, exposição a agentes químicos (solventes, ácidos), alguns cosméticos (formaldeído), fungos, traumas repetitivos como a digitação, contato com água por longos períodos, entre outros.

    Apesar do baixo número de estudos que falam de carências nutricionais relacionadas ao enfraquecimento das unhas, sabe-se que uma alimentação saudável com quantidades adequadas de vitaminas e minerais está altamente relacionada com o bom funcionamento do organismo, incluindo a formação e desenvolvimento das unhas. Além disso, também podemos citar a água como um fator muito importante, já que a capacidade da unha em reter líquidos é muito baixa, fazendo que tenhamos a necessidade de beber bastante líquido diariamente para evitar a desidratação das unhas.

    Segue abaixo a relação das principais vitaminas e minerais que estão envolvidos na formação das unhas, junto com suas respectivas fontes:

    Vitamina A: leite e derivados (queijos e iogurtes), carnes em geral, fígado bovino, ovos, vegetais verde-escuros (brócolis, couve, mostarda) e em vegetais e frutas amarelo-alaranjados (cenoura, abóbora, pêssego, manga).

    Vitamina B9 (Biotina): gema de ovo, vísceras (fígado, rim e coração), feijões, ervilha, cogumelos, levedura, aveia, soja, nozes, tomate e alcachofra.

    Vitamina B6 (Pirodoxina): carnes em geral, peixes, germe de trigo, cereais integrais (aveia, centeio, cevada), vegetais em geral, nozes, castanhas, abacate e banana.

    Vitamina C: frutas cítricas (limão, laranja, abacaxi, kiwi), tomate, abóbora moranga, manga, goiaba, acerola e vegetais folhosos.

    Vitamina D: peixes (salmão, atum e cavala), óleos de fígado de peixe, manteiga, gema de ovo e fígado bovino.

    Vitamina E: germe de trigo, óleos vegetais (soja, milho, algodão), leite e derivados, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas), abacate e vegetais de folhas verdes (couve, almeirão, alface).

    Cálcio: leite e derivados, sardinha, gergelim, vegetais verde-escuros e amêndoas.

    Zinco: Carnes em geral, fígado bovino, peixe, ovos, frutos do mar, feijões, leite e derivados e cereais integrais.

    Magnésio: cereais integrais, hortaliças de folhas verdes, leite e derivados, nozes e tofu.

    Selênio: carnes em geral, leite e derivados, cereais integrais e castanha do Pará.

    Ferro: carnes em geral, fígado bovino, ovo, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, soja), cereais integrais e vegetais verde-escuros.

    Pessoas que apresentam alterações nas unhas, precisam fazer um acompanhamento dermatológico para que a causa seja diagnosticada. Em casos de deficiências nutricionais, um profissional nutricionista poderá ser consultado para elaboração um plano alimentar individualizado.

    Referências

    Newsletter
    Tags
    alimentação
    unhas
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes