AchèAchè
search
Título

Quais são os tipos de analgésicos que existem?

Dores no corpo

Por

19 de outubro de 2023

É muito comum recorrer aos medicamentos analgésicos para eliminar diversos tipos de dores pelo corpo, como musculares ou dores de cabeça. Estes sintomas tão desconfortáveis podem atrapalhar um dia de trabalho e de estudos e prejudicar o desempenho nas atividades diárias. Mas, na hora de utilizar um analgésico, qual tipo você escolhe?

Analgésicos opiáceos atuam no cérebro


Segundo o neurologista Daniel Silva de Azevedo, existem dois tipos clássicos de medicamentos analgésicos, os opiáceos e os não opiáceos, também chamados de narcóticos e não narcóticos, respectivamente. “Os analgésicos não opiáceos, de maneira geral, agem inibindo a produção de substâncias específicas, diminuindo a provocação da resposta dolorosa”, explica o especialista.

Por outro lado, os analgésicos opiáceos atuam diretamente no sistema nervoso central, reduzindo a percepção da sinalização de dor. São substâncias mais fortes e diminuem a atividade cerebral, provocando sono no paciente. O nome opiáceo vem de ópio, produto extraído de plantas encontradas na natureza e que tem ação semelhante.

Quando os analgésicos podem ser utilizados


Tudo começa com a sensação da dor: “Quando há uma injúria tecidual, como uma lesão muscular, as células locais liberam substâncias que estimulam terminações nervosas específicas que sinalizam a resposta de dor ao nosso cérebro”, afirma o médico. Para as dores leves, geralmente, os não opiáceos são os mais indicados, enquanto os opiáceos são recomendados para dores intensas e podem ser utilizados em conjunto com anestésicos.

Os analgésicos, no entanto, devem ser utilizados para aliviar dores esporádicas e não devem ser consumidos indiscriminadamente. “A necessidade de uso frequente de analgésico para aliviar dores de cabeça é um sinal de que um neurologista deve ser procurado”, alerta Azevedo. As dores podem ser sintoma de um problema de saúde mais grave e que precisa de tratamento específico.

 

Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Artigos
Como deve ser o acompanhamento de uma paciente que acabou de realizar uma cirurgia contra endometriose?

Por mais que a cirurgia de endometriose seja relativamente simples e com pouco risco, ainda há necessidade de um período de repouso para recuperação. Todo processo cirúrgico exige isso, mesmo que seja por pouco tempo. Nos primeiros dias, é comum a paciente sentir dor nos pontos específicos da cirurgia, dificuldade de se locomover e de […]

Artigos
Endometriose: cuidados preventivos ainda na adolescência podem ser eficazes?

Não existe ainda uma forma de prevenção totalmente eficaz da endometriose, até porque não dá para prever se uma mulher sofrerá ou não com a doença. Sendo assim, a melhor forma de lidar com o problema é identificá-lo cedo, buscar rapidamente um médico para obter o diagnóstico e iniciar o quanto antes o tratamento adequado. […]

Artigos
Como os analgésicos ajudam a aliviar a dor?

Uma experiência sensorial e cultural que varia de indivíduo para indivíduo. É assim que o neurologista André Felício define as dores no corpo. Ao longo da história da humanidade, muitos métodos foram desenvolvidos para tentar eliminar, diminuir e controlá-las, por causa do estresse físico e emocional. Entre essas criações estão os medicamentos analgésicos. Analgésicos dificultam […]

Converse com um dos nossos atendentes