search
    Título

    O que é cólica menstrual? Conversamos com um ginecologista!

    Uncategorized

    Por

    A dismenorreia é um termo utilizado pelos médicos para falar sobre um sintoma com o qual as mulheres são bastante familiarizadas e que você deve conhecer: a cólica menstrual. “É uma dor do tipo cólica no baixo ventre que ocorre durante o período menstrual e que pode irradiar para as costas e membros inferiores”, explica a ginecologista e obstetra Elisabete Pinheiro.

    De acordo com a especialista, a cólica menstrual pode ter diferentes intensidades, dependendo do organismo da mulher. O sintoma é dividido em duas categorias: “A dismenorreia primária, muito comum, não está associada a nenhuma doença ginecológica e a dismenorreia secundária está associada a doenças, como infecções, miomas e endometriose“.

    90% das adolescentes têm cólicas menstruais


    A dismenorreia primária pode atingir até 90% das adolescentes e 25% das mulheres adultas. Sua frequência está ligada ao ciclo menstrual. Todo mês, o endométrio, que é o revestimento interno do útero, fica mais espesso e vascularizado, preparando o corpo para uma gestação. Quando a mulher não engravida, o endométrio deverá ser expelido pelo útero como menstruação, mas para isso, precisa descamar.

    É aí que entram as prostaglandinas. Para expelir o endométrio, essas substâncias promovem a contração uterina, em muitos casos, de forma mais intensa, contraindo a parede dos vasos do endométrio e reduzindo do fluxo sanguíneo na região. A consequência é o surgimento da dor, a chamada cólica menstrual.

    Atividade física e dieta rica em fibras ajudam a diminuir cólicas


    Durante as consultas médicas, muitas mulheres perguntam se é possível diminuir a dor. Há muitas maneiras para amenizar o sintoma e, em algumas pacientes, até eliminá-lo. “Podemos amenizar por meio do uso de medicamentos. O que usamos com frequência são os anti-inflamatórios não esteroides, que agem diminuindo a liberação das prostaglandinas”, cita Elisabete.

    Algumas pacientes também podem usar anticoncepcionais hormonais, desde que não tenham contraindicações. Além dos medicamentos, ingerir bastante líquidos, fazer exercícios físicos regularmente, utilizar bolsas de água morna na região pélvica e manter uma dieta pobre em gorduras e rica em fibras também ajudam a aliviar a cólica menstrual.

     

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes