search
Título

O que acontece quando um diabético come açúcar? Endocrinologista ajuda a explicar o processo

Diabetes
Sintomas

Por Dr. André Faria

25 de fevereiro de 2016

A ideia de que pessoas com diabetes não podem consumir açúcar é um dos muitos mitos e falsas informações sobre a doença e acabam confundindo pacientes e familiares. É preciso ser bem orientado por endocrinologistas e nutricionistas para não exagerar nas restrições alimentares e deixar o organismo sem nutrientes e outras substâncias importantes.

Uma pessoa com diabetes pode comer doces e outros alimentos ricos em carboidratos, que são constituídos por açúcares, desde que sejam em pequenas quantidades. O tipo mais encontrado na mesa dos brasileiros é o açúcar chamado de comum. Ele fornece energia ao corpo, mas aumenta as taxas de glicose no sangue, controlada pela insulina. O problema é que nos diabéticos a produção de insulina é insuficiente.

Hiperglicemia: a glicose fora de controle

Quando um diabético consome açúcar exageradamente, o nível de glicose fica descontrolado, resultando num quadro conhecido como hiperglicemia. Entre as complicações estão a desidratação, dificuldade de enxergar, podendo entrar estado de coma. O endocrinologista André Faria alerta para a necessidade de controle do problema: “A longo prazo, a hiperglicemia pode levar a complicações crônicas, como a cegueira, falência dos rins e lesão nos nervos, além de aumentar consideravelmente o risco de infarto do miocárdio, derrame cerebral e outras complicações cardiovasculares”, alerta o médico.

Para que o corpo volte ao normal, cada diabético deve ser orientado por um especialista, para que possa receber cuidados específicos. Em geral, é importante manter um peso adequado, praticar atividades físicas regularmente, além de seguir rigorosamente uma dieta balanceada. Em alguns casos é necessário o uso de medicação, como a suplementação de insulina, em pacientes com mais tempo de doença e nos que têm diabetes tipo um.

Atenção à dieta

O endocrinologista afirma que deve-se prestar atenção ao tipo de carboidrato consumido. “A qualidade do carboidrato ingerida é muito importante: alguns tipos de comidas ricas em carboidratos são melhores que outras”, explica Faria. O médico destaca vegetais, frutas, feijão e grãos integrais não processados como fontes positivas de fitonutrientes ao corpo e colaboradores da saúde do organismo. Já pão branco, bolos e refrigerantes são listados como exemplos de fontes não saudáveis de carboidratos.

Newsletter
Tags
açúcar
diabetes
glicose
hiperglicemia
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes