AchèAchè
    search
    Título

    Longevidade e bem-estar: como viver mais e melhor?

    Uncategorized

    Por

    Como funciona o processo de envelhecimento?

    Viver por mais tempo é um desejo que todos têm e, acima de tudo, viver com saúde e qualidade, aproveitando melhor a vida depois dos 60 anos. O envelhecimento é um processo contínuo, gradual de alterações naturais que começam na idade adulta. Durante o final da idade adulta, muitas funções corporais começam a declinar-se gradualmente.

    Saber envelhecer é um aprendizado que começa desde criança tendo hábitos saudáveis de vida que devem ser mantidos por toda a vida.

    As pessoas não ficam velhas ou envelhecem em uma idade específica. Na legislação brasileira é considerada idosa uma pessoa que tenha 60 anos ou mais de idade. A razão foi baseada na história, não na biologia. Essa idade é próxima à idade em que a maioria das pessoas em sociedades economicamente avançadas se aposenta.

    Estudos demonstram que a partir dos 40 anos de idade, aproximadamente, o corpo humano já começa a apresentar alguns sinais de “desgaste”. O organismo vai se tornando mais lento em suas reações, ocorrendo uma diminuição da capacidade funcional.

    O envelhecimento, antes considerado um fenômeno, hoje, faz parte da realidade da maioria das sociedades. O mundo está envelhecendo. Tanto isso é verdade que estima-se para o ano de 2050 que existam cerca de dois bilhões de pessoas com sessenta anos ou mais no mundo, a maioria delas vivendo em países em desenvolvimento.

    Em torno de 30 milhões de brasileiros têm 60 anos ou mais, o que equivale a 14% da população total do Brasil em 2020. As projeções apontam que, em 2030, o número de pessoas idosas superará o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos em aproximadamente 2,28 milhões. Em 2050, a população idosa representará cerca de 30% da população brasileira, enquanto as crianças e os adolescentes representarão apenas 14%.

    A expectativa de vida da população brasileira tem aumentado: segundo o IBGE, em 2019, o brasileiro vivia em média, até os 76,6 anos. Em 2020, a expectativa passou de 72,8 para 73,1 anos para homens e de 79,9 para 80,1 anos para mulheres. Esse crescimento representa uma importante conquista social e resulta da melhoria das condições de vida, com ampliação do acesso a serviços médicos preventivos e curativos, avanço da tecnologia médica, ampliação da cobertura de saneamento básico, aumento da escolaridade e da renda, entre outros determinantes:

    Alguns fatores que influenciam a expectativa de vida:

    – Hereditariedade: a hereditariedade influencia se uma pessoa desenvolverá ou não um distúrbio, assim como ela pode ter genes que protegem contra certos tipos de câncer entre outras doenças.

    – Estilo de vida: evitar fumar, não abusar de drogas e álcool, manter peso e dieta saudáveis, praticar atividade física e realizar a vacinação e os exames preventivos recomendados ajudam a pessoa a funcionar bem e a evitar doenças.

    – Exposição a toxinas no ambiente: estas substâncias tóxicas são produzidas por meio de pesticidas, poluição de automóveis e por resíduos de indústrias. Esta exposição pode encurtar a expectativa de vida mesmo entre as pessoas com a melhor composição genética.

    – Cuidados com a saúde: realizar exames de prevenção e acompanhamento médico regular são importantes para manter a qualidade de vida e ajudar a aumentar a expectativa de vida.

    O envelhecimento é um processo natural comum aos seres humanos, o qual compromete progressivamente aspectos físicos e cognitivos. Segundo a OMS, a terceira idade tem início entre os 60 e 65 anos. No entanto, esta é uma idade instituída para efeitos de pesquisa, já que o processo de envelhecimento depende de três classes de fatores principais: Biológicos, Psíquicos e Sociais:

    – Idade Biológica: está ligada ao envelhecimento orgânico. Cada órgão sofre modificações que diminuem o seu funcionamento durante a vida e a capacidade de auto regulação torna-se também menos eficaz;

    – Idade Social: refere-se ao papel, aos estatutos e aos hábitos da pessoa, relativamente aos outros membros da sociedade. Esta idade é fortemente determinada pela cultura e pela história de um país;

    – Idade Psicológica: relaciona-se com as competências comportamentais que a pessoa pode mobilizar em resposta às mudanças do ambiente. Inclui a inteligência, memória e motivação.

    Como ter um envelhecimento saudável?

    Para que tenhamos um envelhecimento saudável precisamos tomar alguns cuidados ao longo da vida que farão muita diferença na forma que iremos trilhar o processo de envelhecer. Esses cuidados estão voltados à saúde do corpo e da mente, por isso exercícios físicos e mentais são fundamentais para que tenhamos o envelhecimento ativo e saudável.

    Muitos são os benefícios que a prática do exercício pode trazer, por favorecerem tanto o gasto de energia e calorias, como o bem-estar mental e social. Abaixo alguns exemplos:

    – Caminhada (trabalha a respiração e a circulação sanguínea);

    – Hidroginástica (desenvolve coordenação motora);

    – Dança (diminui bloqueios emocionais e ajuda na mobilidade);

    – Alongamento (trabalha a flexibilidade e o controle de dores);

    – Natação (melhora a frequência cardíaca e a função respiratória).

    Exercitar a mente também é muito importante:

    O cérebro é como os músculos, se não exercitar, ele não se desenvolve. Portanto, aqui vão algumas dicas para exercitar a memória:

    – Faça palavras cruzadas, dando preferência as de fácil execução;

    – Faça uma lista de compras e guarde-a na bolsa. Tente comprar tudo sem consultar a lista e depois compare para ver se faltou alguma coisa;

    – Mantenha hábitos afetivos saudáveis, ou seja, namore, curta os amigos e a família;

    – Participe de jogos que envolvam raciocínio;

    – Mantenha-se ativo fazendo trabalhos manuais, visitas, cursos, etc;

    A causa do envelhecimento 

    O envelhecimento é um fenômeno complexo que envolve inúmeros fatores, o que consequentemente, provoca a elaboração de várias hipóteses e teorias voltadas para explicar esse processo. Pela variedade de teorias fica evidente a falta de um consenso sobre os conceitos básicos que poderiam explicar o fenômeno biológico do envelhecimento, apesar de ser um processo palpável e visível.

    Dentre as várias teorias do envelhecimento, nas últimas décadas, tem-se dado maior atenção à Teoria dos RLs (Radicais Livres), isto é, sobre a atuação destas espécies reativas e seus efeitos nocivos no organismo, enfocando principalmente a ação destes, no envelhecimento. Os Radicais Livres são moléculas liberadas pelo metabolismo do corpo com elétrons altamente instáveis e reativos, que podem causar doenças degenerativas de envelhecimento e morte celular.

    Abaixo temos alguns fatores negativos para o envelhecimento:

    – Falta de hidratação: além de beber dois litros de água por dia, é importante utilizar hidratantes e máscaras nutritivas para o corpo.

    – Alimentação inadequada: o consumo em excesso de produtos industrializados ou com grande quantidade de açúcar, além de prejudicar a saúde e o bem-estar, é uma das principais causas do envelhecimento.

    – Sono de má qualidade: não basta apenas dormir oito horas por noite se o sono não tiver qualidade. Acordar diversas vezes, dormir tarde demais, manter a televisão ou o computador ligado são fatores que atrapalham o descanso adequado do corpo.

    – Sedentarismo: o sedentarismo é a porta de entrada para outros itens desta lista, como má alimentação, estresse e sono de má qualidade. A prática regular de exercícios físicos ajuda a proteger os músculos, melhorar a circulação e fortalecer a respiração;

    – Estresse: fatores emocionais afetam diretamente a saúde. E não é diferente com relação ao estresse. Além de impactar o sono e estimular a compulsão alimentar (em alguns casos), o estresse provoca o surgimento de rugas e linhas de expressão.

    – Fotoenvelhecimento: a exposição prolongada aos raios solares, e mesmo às luzes artificiais, pode trazer danos permanentes à pele. Para uma proteção eficaz, é preciso utilizar protetor solar todos os dias, mesmo em tempo nublado, e reaplicá-lo a cada quatro horas.

    – Tabagismo: a nicotina, presente nos cigarros, é um dos fatores da vasoconstrição, que somada a outras substâncias presentes na própria fumaça do cigarro dificulta a passagem do sangue. Assim como outros órgãos do corpo, a pele também sofre com isso, resultando tanto no aspecto opaco e ressecado.

    Cuidados que podem ajudar no envelhecimento saudável

     A pele é o órgão que mais reflete os efeitos da passagem do tempo, sua saúde e sua aparência estão diretamente relacionadas aos hábitos alimentares e ao estilo de vida escolhido.

    A radiação ultravioleta, o excesso de consumo de álcool, o abuso de tabaco e a poluição ambiental, entre outros, são fatores que “aceleram” o trabalho do relógio biológico provocando o envelhecimento precoce. Além disso, o aumento do peso corporal e dos níveis de açúcar no sangue também colabora para a corpo envelhecer antes do tempo.

    Assim como a face, o corpo também passa pelo mesmo processo de envelhecimento. Os efeitos são mais intensos nas áreas expostas como, por exemplo, mãos, braços, colo e pescoço.

    Conforme o corpo vai diminuindo a produção de colágeno, a flacidez corporal se torna uma das características mais comuns do envelhecimento.

    Para evitar o envelhecimento corporal é importante:

    – Praticar atividades físicas;

    – Equilibrar a alimentação e manter o corpo hidratado.

    – Não esquecer do protetor solar para o corpo, isso é fundamental.

    – As práticas corporais são reconhecidas como importante estratégia de promoção da saúde e prevenção de doenças na população idosa. Os resultados sugerem que o método é eficaz e traz benefícios para a capacidade funcional e qualidade de vida das pessoas.

    REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

    https://bvsms.saude.gov.br/envelhecimento-saudavel/

    https://bvsms.saude.gov.br/bvs/boletim_tematico/saude_idoso_outubro_2022-1.pdf

    https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/outubro/envelhecimento-saudavel-acompanhamento-em-todas-as-fases-da-vida

    https://www.sbd.org.br/doencas/envelhecimento/

    https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-11/ibge-esperanca-de-vida-do-brasileiro-aumentou-311-anos-desde-1940

    https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/quest%C3%B5es-sobre-a-sa%C3%BAde-de-pessoas-idosas/o-envelhecimento-corporal/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-oenvelhecimento#:~:text=O%20envelhecimento%20%C3%A9%20um%20processo,envelhecem%20em%20uma%20idade%20espec%C3%ADfica

    http://biblioteca.cofen.gov.br/saude-idoso-contexto-crescimento-populacional-legislacoes/

    https://bvsms.saude.gov.br/bvs/artigos/mundo_saude/promocao_saude_qualidade_vida_idosos.pdf

    https://cepe.usp.br/tips/o-que-sao-radicais-livres/#

    Fries, A. T., & Pereira, D. C. (2013). TEORIAS DO ENVELHECIMENTO HUMANO. Revista Contexto & Saúde, 11(20), 507–514.

    Antunes, Priscilla de Cesaro, and Ana Márcia Silva. “Elementos sobre a concepção de Meia-Idade, no processo de envelhecimento humano.” (2013).

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes