AchèAchè
    search
    Título

    Intolerante à lactose de olho no cardápio: período de férias pode gerar preocupação redobrada

    Uncategorized

    Por

    Festas, férias escolares, carnaval… O fim e o início de ano são sempre momentos corridos e de grandes celebrações. Por isso, seja em família, com amigos ou no trabalho, as idas aos restaurantes acabam sendo mais frequentes. Porém, para o intolerante à lactose essa rotina pode despertar maior preocupação. O motivo é o desconhecimento no preparo de alguns pratos e possível ingestão de ingredientes que contenham a molécula. 

    Pensando nisso, conversamos com especialistas para tentar entender quais ações são recomendadas para evitar que a intolerância à lactose seja um problema ainda maior nessa época.

    Ainda não tem certeza da intolerância à lactose? Veja se é possível prever a condição antes do aparecimento dos desconfortos.

    Desconfiança e conhecimento são imprescindíveis para saber onde encontrar lactose

    De acordo com a nutricionista Fernanda de Almeida Teixeira, carnes processadas e ultraprocessadas podem conter queijo de soja, adoçantes artificiais, granola e até maionese. “Por isso, a importância em ler a lista de ingredientes dos produtos ao adquirí-los”, aconselha a especialista. 

    O gastroenterologista Dr. Edir Porto ainda levanta a questão de que cada indivíduo tolera uma quantidade específica de lactose. Por isso, em alguns casos, pequenas quantidades podem não causar qualquer desconforto. Enquanto, em outros casos, a busca por entender como é feito o prato se faz necessária. 

    Conheça quais sinais você precisa estar atento que podem indicar a intolerância à lactose.

    Consumo de enzima lactase pode evitar desconfortos gastrointestinais

    Para que a intolerância à lactose não se torne um impedimento para curtir as variedades de comidas neste período, o consumo da enzima lactase pode ser uma boa alternativa. Ela evita que os desconfortos, tão comuns a quem convive com o problema, sejam evitados. 

    “É sim uma indicação para situações especiais, em que o paciente sabe que terá acesso a alimentos com lactose e deseja não ter os desconfortos recorrentes após o consumo. O uso da enzima lactase é recomendado antes do consumo destes alimentos, para que a lactose seja digerida”, sugere Fernanda de Almeida Teixeira. 

    Complementando a nutricionista, o Dr. Edir Porto ainda afirma que essa é uma alternativa eficaz para situações em que a pessoa não pode se sentir mal, como reuniões e viagens. Mas, para saber a quantidade ideal e ter mais detalhes sobre a própria condição, a ida ao especialista é fundamental. 

    Aproveite para saber mais sobre a condição e como conviver com ela nas matérias do site.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes